14:58 15 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Logo do petro – a nova criptomoeda nacional da Venezuela

    Venezuela anuncia preço inicial de sua nova criptomoeda nacional

    © REUTERS / Marco Bello
    Economia
    URL curta
    As criptomoedas de Nicolás Maduro (20)
    183
    Nos siga no

    As autoridades da Venezuela planejam estabelecer o preço inicial da sua criptomoeda nacional em US$ 60 (R$ 190,6) por unidade, informa a mídia local citando os parâmetros de circulação da nova moeda.

    Caracas decidiu estabelecer este preço considerando o custo de um barril de petróleo produzido na Venezuela, revelou na quarta-feira (31) o canal de televisão Globovision, adicionando, porém, que o valor final do petro será determinado pelas condições do mercado.

    Segundo reporta a mídia, espera-se que 38,4 bilhões de petros sejam vendidos durante a fase preliminar da sessão de transação.

    Em dezembro passado o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, anunciou que a Venezuela lançaria uma criptomoeda própria, o petro, a ser garantida pelas reservas nacionais de petróleo, gás e diamantes, de maneira a ajudar o país a escapar das sanções financeiras impostas pelos Estados Unidos.

    De acordo com o líder venezuelano, o petro será avaliado em 5 bilhões de barris de petróleo certificados da Faixa Petrolífera do Orinoco, o que equivale a US$ 267 bilhões (R$ 845 bilhões) para apoiar a primeira emissão.

    A primeira emissão de 100 milhões de unidades da nova criptomoeda nacional está prevista ocorrer entre 20 de fevereiro e 19 de março.

    Tema:
    As criptomoedas de Nicolás Maduro (20)

    Mais:

    Patriarca russo faz alerta sobre a febre do bitcoin e o seu impacto no mundo
    Bitcoin pode perder 90% de seu valor em breve, alerta analista de Wall Street
    Muito além do Bitcoin: conheça 10 criptomoedas que competem no mercado
    Prêmio Nobel: resultado mais provável para bitcoin é colapso e olvido
    À beira do caos? Ações nos EUA podem colapsar como bitcoin
    Tags:
    criptomoeda, preço, petróleo, Petro, Nicolás Maduro, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar