02:54 20 Junho 2018
Ouvir Rádio
    Dois A-29 Super Tucano na base aérea de Hamat, norte do Líbano, terça-feira, 31 de outubro de 2017 (AP Photo/Hussein Malla)

    Embraer nega que venda de setor de defesa afetará soberania nacional

    © AP Photo / Hussein Malla
    Economia
    URL curta
    22320

    A Embraer afirmou nesta quarta-feira (3) que uma possível venda de seu setor de defesa para a Boeing não irá afetar a segurança nacional.

    As informações são da Folha da S. Paulo.

    A afirmação sobre as implicações de uma venda para a Boeing foi prestada à CVM (Comissão de Valores Mobiliários), órgão responsável por regular o mercado de ações. Uma possível venda da Embraer é discutida desde o fim de 2017 e nesta semana foi divulgado que o interesse da Boeing também incluí o setor de defesa.

    Projetos sensíveis como o futuro submarino nuclear do Brasil e a vigilância das fronteiras nacionais contam com a participação da Embraer, o que fez levantar suspeitas sobre a viabilidade de uma venda para uma empresa dos Estados Unidos.

    Criada como uma companhia estatal em 1969, o Governo Federal tem a chamada "golden share" na Embraer, ou seja, vendas que ultrapassem 35% precisam de autorização da União. O presidente Michel Temer (PMDB) disse que não irá permitir uma mudança no controle acionário da companhia.

    "A eventual combinação de negócios com a Boeing deve preservar, antes de mais nada, os interesses estratégicos da segurança nacional e respeitar incondicionalmente as restrições decorrentes da ação de classe especial", disse a Embraer em comunicado.

    A companhia também afirmou que a golden share do Governo brasileiro será respeitada "incondicionalmente".

    Mais:

    Boeing também quer comprar divisão militar da Embraer
    Após reação de Temer, Boeing tenta acalmar brasileiros sobre aliança com a Embraer
    Boeing-Embraer: Temer aceita negociar, mas sem perder o controle da empresa
    Temer rechaça a venda da Embraer para a Boeing
    Wall Street Journal: Boeing tem negociações para comprar a Embraer
    Cargueiro da Embraer quase se envolve em tragédia no interior de São Paulo
    Tags:
    Boeing, Embraer, Michel Temer
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik