07:28 20 Janeiro 2018
Ouvir Rádio
    Wall Street

    Reserva Federal dos EUA: caldo de cultura para uma economia enferma

    © AP Photo/ Jin Lee
    Economia
    URL curta
    470

    A Bolsa de Nova York está em alta de forma sustentável desde agosto. O "rally" que se instalou nas bolsas começa inquietando os analistas, que veem em Wall Street o cenário perfeito para uma bolha pior que a de 2008, que cedo ou tarde estourará.

    Ron Paul, político republicano que critica frequentemente a política monetária dos EUA e da Reserva Federal (o banco central norte-americano), falou com o canal de televisão CNBC sobre o atual "rally" da Bolsa de Nova York e avisou que a enorme bolha da Reserva Federal dos EUA está "criando um cenário de sofrimento econômico". 

    "É como se esse crescimento durasse para sempre, mas tudo é uma miragem. Esse crescimento acabará um dia e quanto mais durar, mais dolorosa será a queda", disse Paul.

    Quanto à possibilidade de aumento de taxas de juro pela Reserva Federal no fim do ano, o político norte-americano sublinhou que o banco já anunciou isso várias vezes, mas sempre atrasa essa decisão.

    "Quantos anos eles vêm falando sobre isso? Tudo o que eles estão dizendo é 'talvez, talvez, talvez'". Ele afirmou que nem a Reserva Federal sabe o que fazer com a bolha, que poderia estourar em qualquer momento. 

    O analista advertiu também que os dias do dólar estão contados e que a atitude da Reserva Federal, sempre reticente em mudar uma política econômica que com o decorrer do tempo provou a sua ineficácia, não contribui para melhorar a situação. 

    "Ela [a Reserva Federal] não quer ouvir falar de mudar suas políticas de controlo dos mercados, acabando por ser 'uma cobra que morde a sua própria cauda'. A maioria das pessoas admite que a situação atual é diferente de qualquer outra coisa que já vivemos. O mundo nunca esteve nesta situação […] O dólar está em perigo e um dia algo irá substituí-lo. Chegará o dia em que as pessoas deixarão de confiar no dólar", disse Paul.

    O especialista está convencido de que, por causa da Reserva Federal "o mundo está economicamente enfermo". Ele pergunta-se: Quanto tempo vai durar esse sistema?

    Mais:

    Turquia e Índia podem deixar de usar o dólar
    Erdogan propõe a Putin se livrar do dólar
    Tags:
    crise financeira, economia, finanças, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik