18:45 16 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Economia
    URL curta
    28112
    Nos siga no

    O secretário do Tesouro norte-americano, Steven Mnuchin, disse nesta terça-feira que Washington espera que a China abra ainda mais o seu mercado para as empresas dos Estados Unidos.

    "Nós ainda temos trabalho com a China, para alcançar uma relação equilibrada. Isso significa trabalhar para levantar as restrições à propriedade estrangeira, para que as companhias dos EUA possam participar mais inteiramente do crescimento do setor de serviços financeiros chinês", afirmou Mnuchin durante um almoço antes do encontro entre autoridades da economia dos dois países. 

    Além disso, o secretário americano também destacou que gostaria de ver Pequim remover barreiras comerciais nos campos de tecnologia da informação e das comunicações. 

    "Minha esperança é que possamos aumentar o foco em compromissos concretos e específicos, para abordar desafios estratégicos tanto no curto como no longo prazo."

    Nesta quarta-feira, em Washington, o secretário do Comércio dos Estados Unidos, Wilbur Ross, e o vice-premier chinês Wang Yang se reúnem em mais um encontro do Diálogo Econômico Abrangente EUA-China, criado em 2009 pelo então presidente americano Barack Obama e seu homólogo chinês Hu Jintao. 

    Mais:

    Putin comenta risco de aquisição da economia russa pela chinesa
    FMI espera mais abertura da economia chinesa
    Motor da economia americana está prestes a ruir
    'Economia americana está no pior período desde a Grande Depressão'
    Tags:
    finanças, economia, comércio, Hu Jintao, Wilbur Ross, Steven Mnuchin, Wang Yang, Barack Obama, Estados Unidos, Pequim, China, EUA, Washington
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar