16:54 22 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Euros

    Chanceler britânico: fatura do Brexit é exorbitante

    © Foto / Pixabay
    Economia
    URL curta
    Brexit: reações e consequências (121)
    381
    Nos siga no

    Segundo o ministro das Relações Exteriores do Reino Unido, Boris Johnson, a fatura para sair da União Europeia (UE), que, supostamente, Bruxelas pode vir a solicitar de Londres, é exorbitante.

    "As verbas que eu vi, para mim, são exorbitantes", disse Johnson na terça-feira (11) no parlamento britânico. Trata-se de dezenas de bilhões de euros. Ao responder a pergunta se Bruxelas pode vir a "ser recebida de portas fechadas" caso peça mais dinheiro, Boris Johnson disse que esta expressão se adequa à situação. 

    O ministro usou a expressão inglesa "go whistle", que significa um pedido improvável de ser atendido, ou seja, "um sonho".

    A decisão de sair da UE foi tomada pelos britânicos no referendo realizado em 23 de junho de 2016. Em 29 de março, Grã-Bretanha anunciou oficialmente a saída da União Europeia ao enviar ao chefe do Conselho da Europa, Donald Tusk, uma carta assinada sobre a saída da União Europeia. Segundo o artigo 50 do Tratado de Lisboa, que prevê a saída de um Estado-membro da União Europeia, o Reino Unido deve sair oficialmente da UE em 29 de março de 2019, dois anos depois do início oficial do Brexit.

    Tema:
    Brexit: reações e consequências (121)

    Mais:

    Por que o Brexit e a aliança de May podem reabrir velhas feridas na Irlanda?
    Ministro das Relações Exteriores francês diz que Brexit 'acaba com tabu' em deixar UE
    Tags:
    política, economia, Tratado de Lisboa, Brexit, Comissão Europeia, União Europeia, Theresa May, Donald Tusk, Boris Johnson, Bruxelas, Reino Unido
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar