10:43 11 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Khaled al Otaiby, funcionário da petrolífera saudita Aramco, acompanha os trabalhos no campo de al-Howta

    Guerra de preços? Arábia Saudita surpreende o mundo com corte nos preços do petróleo

    © AP Photo / John Moore
    Economia
    URL curta
    29724
    Nos siga no

    A reação dos mercados foi rápida diante da decisão inesperada tomada pelo reino.

    As autoridades sauditas baixaram os preços do petróleo e ofereceram descontos a todos os seus clientes, sendo a maior dedução oferecida aos países asiáticos. A partir de abril, a marca de petróleo Arab Light, que é a mais vendida, custará 30 centavos de dólar a menos por barril, e quase dois dólares a menos do que o valor médio dos últimos sete anos, segundo informa o portal Vesti Finance.

    Esta decisão, segundo a publicação, pode derivar do fato de que, no ano passado, a Rússia ultrapassou a Arábia Saudita como o maior exportador anual de petróleo para a China. A diminuição dos preços também pode sinalizar o fim da tendência de aumento que vem sido seguida pelos membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e por outros países produtores, gerando uma nova conjuntura capaz de levar a uma guerra de preços.

    A decisão de Riad, que em 2 de março causou uma queda inicial das cotações do petróleo superior a 2%, veio como uma surpresa para outros países, porque as autoridades do reino haviam aumentado o custo de produção desde o final de 2016. No entanto, no dia seguinte elas aumentaram o preço em 1%, para US$ 55,78.

    Em janeiro deste ano, os membros da OPEP reduziram a produção de petróleo em 1,1 bilhão de barris por dia, apesar da meta de 1,2 bilhão que havia sido acordada em novembro. A Arábia Saudita cortou a sua produção em 717.600 barris diários, chegando a 9,74 bilhões de barris por dia.

    Mais:

    Rússia e outros países fora da OPEP concordam em cortar produção de petróleo
    Reuters: Putin teve papel-chave na decisão da OPEP de reduzir produção de petróleo
    Mesmo com corte de produção da Opep, era do barril a US$ 100 chegou ao fim
    Acordo nuclear em ação: Irã planeja exportar milhões de barris do petróleo para Rússia
    Tags:
    produção, guerra de preços, preço, barril, petróleo, Arab Light, OPEP, Arábia Saudita
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar