12:19 08 Dezembro 2016
Ouvir Rádio
    OPEP quer reduzir produção de petróleo

    Reuters: Putin teve papel-chave na decisão da OPEP de reduzir produção de petróleo

    Ryad Karamdi/AFP
    Economia
    URL curta
    0 49850

    O presidente russo desempenhou um papel-chave no alcance de compromisso para diminuir a produção do petróleo na cúpula da OPEP em Viena, informa a agência Reuters, citando fontes na organização.

    Segundo a agência, Vladimir Putin mediou as negociações entre a Arábia Saudita e o Irã, que durante muito tempo não tinham conseguido chegar a acordo sobre o preço da commodity. O papel da Rússia durante o processo evidencia que a sua imagem melhorou no Oriente Médio.

    O presidente russo havia discutido as perspectivas do acordo com o príncipe saudita ainda em setembro, na cúpula do G20 na China. Também em setembro, os países da OPEP acordaram na Argélia reduzir a produção. No entanto, foram necessários esforços diplomáticos adicionais para estabelecer os limites certos para cada país.

    A pedra angular eram as relações entre a Arábia Saudita e o Irã. Teerã pediu que o volume da sua quota permitisse recuperar o nível da produção atingido antes das sanções ocidentais. Além disso, as negociações foram afetadas por ambos os países estarem envolvidos no conflito no Iêmen e pelas relações tradicionalmente más entre a monarquia árabe sunita e a república islâmica xiita.

    Na véspera da reunião da OPEP não havia nenhumas certezas de que a situação iria mudar, mas a mediação de Putin ajudou Riad e Teerã a chegar ao compromisso. O sucesso foi em parte promovido pelas conversas telefônicas entre o líder russo e o presidente iraniano Hassan Rouhani. Depois delas, o chefe de Estado e o ministro do Petróleo Bijan Zanganeh conseguiram receber a autorização do líder supremo iraniano aiatolá Ali Khamenei e fazer concessões, escreve a Reuters citando uma fonte próxima do líder iraniano.

    Na cúpula de 30 de novembro, os países da OPEP acordaram reduzir a produção de petróleo em 1,2 milhões barris por dia – até o nível de 32,5 milhões de barris por dia. A decisão já levou ao aumento dos preços do petróleo em 9-9,5% no mercado global.

    Mais:

    Mesmo com corte de produção da Opep, era do barril a US$ 100 chegou ao fim
    Ministro russo: Acordo da OPEP vai 'satisfazer os países produtores de petróleo'
    'Preço de petróleo atinge máximo graças a Putin'
    Tags:
    petróleo, OPEP, Vladimir Putin, Irã, Arábia Saudita, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik

    Em foco