02:31 25 Junho 2019
Ouvir Rádio
    O presidente da Rússia, Vladimir Putin, e o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu durante a reunião no Kremlin. 21 de abril, 2016

    Rússia e Israel esperam liberar comércio nos próximos anos

    © Sputnik / Sergei Guneev
    Economia
    URL curta
    752

    Se o tratado de livre comércio entre Israel e a União Econômica Eurasiática (UEE) for assinado, Israel poderá liberar o comércio, disse o embaixador russo.

    A Rússia e Israel concordaram na necessidade de liberação do comércio entre os países do Oriente Médio e a União Econômica Eurasiática (UEE), informou o embaixador russo em Tel Aviv.

    "Ambos os países percebem claramente que necessitam criar condições para a liberação do comércio bilateral no futuro. Barreiras podem ser abolidas através da assinatura do tratado de livre comércio entre os países da UEE e Israel", o embaixador russo, Aleksandr Shein, informou à RIA Novosti.

    A União Econômica Eurasiática é um bloco regional, liderado pela Rússia, que visa desenvolver o fluxo de produtos e serviços entre os seus membros: Rússia, Quirguistão, Armênia, Bielorrússia e Cazaquistão.

    Shein caracterizou o livre comércio como o objetivo principal da cooperação entre Rússia e Israel e disse que Moscou já esperava comtemplar o acordo há um tempo. Espera-se que negociações sobre livre comércio entre UUE e Israel comecem antes do fim do ano em curso, junto com os arranjos antecipados e adequados nos próximos dois anos.

    Em 2015, o comércio entre os dois países foi responsável por cerca de 2,4 milhões de dólares, tendo diminuído em quase 30%, conforme o Serviço Federal de Impostos da Rússia.

    Mais:

    Israel combaterá terrorismo ao lado da Rússia
    Rússia busca intermediar negociação histórica entre Israel e Palestina
    Drone que entrou no espaço aéreo de Israel pertencia à Rússia
    Tags:
    acordo comercial, liberação, comércio bilateral, União Econômica Eurasiática, Tel Aviv, Oriente Médio, Israel, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar