12:14 19 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    FMI predio

    FMI alerta para consequências da lei americana 9/11

    Karen Bleier/AFP
    Economia
    URL curta
    822

    A lei que permite a familiares das vítimas dos atentados de 9/11 processar a Arábia Saudita pode ter consequências econômicas e financeiras inesperadas tanto para os EUA, como para outros países, disse o diretor do Departamento do Médio Oriente e Ásia Central do FMI, Masood Ahmed.

    Na quarta-feira (19), o diretor apresentou um relatório do FMI sobre a economia da região (Regional Economic Outlook: Middle East and Central Asia).

    Segundo ele, o FMI vai vigiar atentamente o impacto desta lei sobre as relações econômicas.

    Anteriormente, o Congresso havia adotado a lei que permite a particulares processar a Arábia Saudita, país ao qual a maioria dos autores do atentado pertencia. O presidente Barack Obama vetou a lei, mas o Senado superou o veto do presidente norte-americano com 97 votos contra 1. Mais tarde, o veto foi superado também pelo Congresso. Este é o primeiro caso durante a administração Obama em que uma lei é aprovada desta forma.

    Ainda no início de outubro, uma cidadã norte-americana cujo marido morreu no atentado de 11 de setembro de 2001 apresentou a primeira queixa contra a Arábia Saudita em tribunal.

    Mais:

    EUA condenam Irã a pagar US$2 bilhões a vítimas de atentado de 1983
    Riad adverte EUA sobre 'lei antissaudita'
    EUA podem processar Arábia Saudita em razão do 11/9, mas Obama não concorda
    Tags:
    9/11, FMI, EUA, Arábia Saudita
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik