22:18 19 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Economia
    URL curta
    11140
    Nos siga no

    A empresa de telecomunicações japonesa SoftBank propôs a criação de uma empresa conjunta com a empresa operadora de redes russa Rosset para transferir energia a partir do Extremo Oriente da Rússia para a ilha de Honshu.

    Segundo informação do ministro do Desenvolvimento do Extremo Oriente Aleksandr Galushka, uma empresa conjunta será responsável por colocar um cabo de energia atravessando todo o mar do Leste para ilha principal japonesa de Honshu.

    "Os parceiros japoneses sugeriram a elaboração detalhada do plano para criar uma empresa conjunta russo-japonesa entre a SoftBank e a Rosset. Nós apoiamos este compromisso", disse o ministro, acrescentando que o Banco Japonês de Cooperação Internacional estava pronto para se juntar à iniciativa.

    Galushka disse que se reuniu na semana passada com os gestores da SoftBank, à margem do Fórum Econômico Oriental em Vladivostok, para finalizar o plano para criação do chamado 'anel energético asiático' que deverá abranger várias nações da região.

    "Nós discutimos o projeto do anel energético <…> que irá fornecer energia para o Japão a partir do Extremo Oriente russo. Os parceiros japoneses acreditam que seria mais viável estabelecer uma rota de abastecimento direto para a ilha de Honshu", explicou Galushko os planos conjuntos.

    O projeto do 'anel energético asiático' visa unificar as redes de eletricidade da Rússia, Japão, Coreia do Sul, China e Mongólia. O anel deverá ser constituído por várias pontes de energia entre as redes elétricas nacionais.

    Mais:

    Cinturão energético da Ásia abrangerá quatro nações
    Anel Energético Asiático pode ajudar a resolver questões geopolíticas
    Eletricidade russa alimentará rede japonesa?
    Tags:
    energia elétrica, Aleksander Galushka, Extremo Oriente Russo, Japão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar