09:59 16 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Partes do gasoduto South Stream (Corrente do Sul) no local onde foi iniciada a construção do gasoduto, Sérvia, 11 de julho de 2014

    Ministro da Energia: gasoduto Corrente do Sul está fora da agenda

    © AFP 2019 / ANDREJ ISAKOVIC
    Economia
    URL curta
    1111
    Nos siga no

    Moscou neste momento não tem planos para reiniciar o projeto de gasoduto South Stream (Corrente do Sul), disse o ministro da Energia da Rússia Aleksandr Novak.

    O Governo da Rússia não está considerando a possibilidade de construção de gasoduto debaixo do mar Negro via Bulgária, assegurou o Ministro.

    "Não estamos discutindo esta questão com a Bulgária, não estamos trabalhando no projeto Corrente do Sul", disse Novak aos jornalistas durante o Fórum Econômico do Oriente.

    O objetivo do gasoduto South Stream é fornecer gás natural russo através da Bulgária, Sérvia, Hungria e Eslovênia à Itália e à Áustria, contornando a Ucrânia. Vale lembrar que a Comissão Europeia se opôs à implementação do South Stream, pois o projeto entra em contradição com o terceiro pacote energético da UE, que proíbe a empresa proprietária do gás de operar o gasoduto. Como consequência, no dia 1 de dezembro de 2014, o presidente Vladimir Putin anunciou que a Rússia renunciaria à execução do projeto.

    Porém, em junho Putin informou que a Rússia não iria abandonar o South Stream e estaria aguardando a decisão da Comissão Europeia sobre o assunto.

    Mais:

    Suécia pode ter problemas com EUA por causa de gasoduto russo
    Primeiro trecho do gasoduto Corrente Turca poderá ser finalizado já em 2019
    EUA profetizam colapso da economia da Ucrânia por causa do novo gasoduto russo
    Tags:
    construção, South Stream, Fórum Econômico do Oriente, Aleksandr Novak, Ucrânia, Áustria, Eslovênia, Hungria, Bulgária, Sérvia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar