Em 31 de agosto de 2016, Dilma Rousseff foi definitivamente destituída do cargo de presidente da República. O resultado se deu após votação no Senado, que terminou com 61 votos a favor e 20 contra o impeachment. As acusações contra Dilma estão relacionadas à participação de pedaladas fiscais, ao financiamento de bancos públicos com recursos do Tesouro Nacional e à edição de decretos sem consulta ao Congresso. A Sputnik acompanha as reações internacionais.

Dilma faz sua defesa no plenário do Senado - Sputnik Brasil
Matérias
Escolher o período
mais matérias
  • Nesta semana
  • Neste mês
  • Neste ano
  • Tudo
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала