16:40 24 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    101024
    Nos siga no

    EUA anunciaram a criação de um grupo de destróieres de que atualmente fazem parte os navios USS Thomas Hudner e USS Donald Cook. O grupo monitorará as ações subaquáticas da Rússia.

    A Marinha dos EUA criou uma força-tarefa de destróieres para contrariar a atividade dos submarinos russos no Atlântico, segundo informou o portal USNI News do Instituto Naval dos EUA.

    "Os navios estarão prontos para realizar a gama completa de missões, incluindo o monitoramento de ações subaquáticas da Rússia no Atlântico e a defesa marítima de nossa nação", declarou o comandante das Forças Navais de Superfície do Atlântico, Brendan McLane.

    A força-tarefa foi nomeada Greyhound. Os navios serão baseados em Mayport (Flórida) e Norfolk (Virgínia) e serão colocados em prontidão de combate até junho de 2022.

    Atualmente, os navios USS Thomas Hudner e USS Donald Cook fazem parte do grupo. Em janeiro de 2022, o USS The Sullivans, que agora faz parte de um grupo de porta-aviões do Reino Unido, se juntará à força-tarefa.

    Mais tarde, quando o USS Thomas Hudner iniciar um período de manutenção, os destróieres USS Cole e USS Gravely se juntarão à força-tarefa Greyhound.

    A força-tarefa foi criada por causa de decisão da Marinha dos EUA de se focar no Atlântico devido ao aumento da atividade dos submarinos russos.

    "A ameaça estratégica para a pátria entrou em uma nova era e nossos concorrentes principais já colocaram e continuam desenvolvendo uma variedade de capacidades para manter o país em risco", disse McLane.

    Os militares norte-americanos expressaram por várias vezes suas preocupações pelo "aumento das operações submarinas russas no Atlântico". Em 2018, a Segunda Frota dos EUA foi recuperada por essa razão.

    Mais:

    Lockheed Martin dos EUA teria reduzido fabricação de caças F-35 devido à pandemia da COVID-19
    Premiê australiano reconhece que seus futuros submarinos podem ameaçar China
    Coreia do Norte lança míssil de cruzeiro no mar do Japão antes de seu discurso na ONU
    Mídia revela vontade dos EUA de usar bases militares da Rússia na Ásia Central
    EUA fazem com sucesso teste de míssil hipersônico '5 vezes mais rápido que o som'
    Tags:
    EUA, Rússia, destróier, navio, submarino, Atlântico
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar