21:59 23 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    111032
    Nos siga no

    Desde que chegou ao poder, a administração Biden tem mantido o envio de armas e treinamento de Washington para os militares ucranianos, incluindo equipamentos e pacotes de apoio no valor total de US$ 275 milhões (R$ 1,44 bilhão) desde março.

    Mas alguns congressistas procuram fazer mais, e incluíram uma emenda à lei de defesa para 2022 que pressionaria a administração Biden para vender ou transferir novos sistemas de defesa antiaérea e antimísseis para a Ucrânia, incluindo o envio potencial de uma bateria da Cúpula de Ferro operadas pelo Exército dos EUA, segundo o portal Politico. A Casa Branca informou que não vai se pronunciar sobre o assunto.

    A emenda referida exige que o Pentágono apresente um relatório ao Congresso que defina opções para potencialmente vender ou transferir "sistemas existentes" para a Ucrânia, que provavelmente não serão mobilizados a curto prazo.

    A sugestão de venda ou envio de novos sistemas de defesa antiaérea para Kiev provavelmente aumentaria tensões com Moscou, devido ao conflito no leste da Ucrânia que dura desde 2014. Além disso, a Rússia está preocupada com um sistema de defesa de mísseis balísticos americano na Romênia, dizendo que esse pode ser utilizado para fins ofensivos, uma acusação que tanto os EUA como a OTAN refutam.

    Desde que foi implantado em Israel em 2011, o sistema, desenvolvido pela empresa de defesa israelense Rafael em parceria com a Raytheon, provou ser um dos mais eficazes do mundo na destruição de mísseis de curto alcance. Os militares de Israel afirmam que a Cúpula de Ferro derrubou cerca de 90% dos mísseis disparados contra Israel nos últimos anos.

    Os Estados Unidos compraram duas baterias que estão sendo preparadas para serem colocadas em operação no ano que vem. Segundo o Politico, um funcionário do Congresso disse que houve conversas sobre a transferência de sistemas atuais para a Ucrânia e que as duas baterias da Cúpula de Ferro são as primeiras candidatas, porque há poucos sistemas relevantes que os EUA possuem e que poderiam ser úteis para Ucrânia no enfrentamento da Rússia.

    Por sua vez, seguindo o anúncio em maio que a Ucrânia vai começar a aumentar seu orçamento anual para a defesa, o ministro da Defesa ucraniano Andriy Taran articulou o desejo de gastar alguns recursos em novos sistemas de defesa antiaérea, apontando à Cúpula de Ferro como uma possibilidade.

    Porém, não está claro qual será o destino dos aumentos de financiamento da Ucrânia quando o projeto de lei for para o plenário da Câmara e, em seguida, para as comissões da Câmara e do Senado para elaboração do documento final no fim deste ano.

    Mais:

    Israel completa modernização do sistema de defesa aérea Cúpula de Ferro (VÍDEO)
    Cúpula de Ferro provoca câncer em quem estiver perto de seu radar, diz mídia israelense
    Em prol de 'defesa e segurança' de Israel, Biden se compromete a 'reabastecer' Cúpula de Ferro
    Tags:
    Cúpula de Ferro, Joe Biden, EUA, israel, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar