08:36 16 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    6820
    Nos siga no

    Os caças F-15 Eagle e F-22 Raptor foram criados pelos EUA para enfrentar a União Soviética, enquanto o caça do programa de domínio aéreo de próxima geração (NGAD, na sigla em inglês) é projetado para fazer frente tanto à Rússia como à China, disse o general norte-americano Mark Kelly.

    "Portanto, enquanto a Rússia continua sendo uma ameaça, agora enfrentamos novos adversários, distâncias mais longas na região Ásia-Pacífico e uma utilização muito mais ampla do espectro eletromagnético. Isso requer equipamentos de longo alcance que tenham capacidades sensoriais, possam disparar e ser bem-sucedidos em um ambiente multiespectral", afirmou Kelly, que lidera o Comando de Combate Aéreo dos EUA, ao portal Defense News.

    De acordo com ele, o projeto NGAD de criar um caça de 6ª geração enfrenta três principais desafios: a classificação, o custo e a COVID-19.

    "A alta classificação torna impossível discutir [questões relacionadas ao caça] em um fórum aberto. A COVID-19 faz com que seja difícil que pessoas importantes se reúnam em pequenos espaços. E nada que seja de alta tecnologia é barato", disse.
    Representação artística da aeronave de domínio aéreo de próxima geração (NGAD) da Força Aérea dos EUA
    Representação artística da aeronave de domínio aéreo de próxima geração (NGAD) da Força Aérea dos EUA

    Anteriormente, o general da Força Aérea dos EUA Charles Brown disse que Washington planeja descartar a produção do caça F-22 Raptor.

    "O F-22 será substituído pelo caça do programa de domínio aéreo de próxima geração [NGAD, na sigla em inglês], que voará ao lado do F-35" observou.

    De acordo com mídia, a Força Aérea norte-americana planejava criar uma frota de 750 aeronaves F-22, mas a limitou a apenas 187, já que estas aeronaves não corresponderam às expectativas.

    Mais:

    VÍDEO da Boeing mostra apresentação oficial do novo caça F-15QA no Catar
    Marinha dos EUA falhou em conseguir que seus caças voassem mais longe
    Falhas de projeto, escassez de peças e elevados custos podem colocar fim no programa F-35, diz mídia
    Tags:
    Força Aérea dos EUA, caças de sexta geração, Rússia, China, tecnologia militar
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar