00:42 24 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    8210
    Nos siga no

    O primeiro exercício multinacional de manutenção da paz e combate ao terrorismo, organizado pelo Exército chinês, teve início na segunda-feira (6) na China Central. As manobras decorrerão nos próximos dez dias.

    A China participará, simultaneamente, de dois exercícios de manutenção da paz e combate ao terrorismo, tendo em consideração os recentes acontecimentos no Afeganistão e o crescimento da ameaça terrorista no país, de acordo com o Global Times.

    Os exercícios multinacionais Shared Destiny-2021 começaram na segunda-feira (6) com uma cerimônia na base do Exército de Libertação Popular (ELP) da China em Queshan, na província central chinesa de Henan.

    Tropas da China, Mongólia, Paquistão e Tailândia marcharam em direção ao campo de exercícios logo após o término da cerimônia. As forças militares envolvidas treinarão quase todos os principais padrões operacionais nas missões de manutenção da paz da ONU, incluindo atividades de reconhecimento, patrulha, escolta armada, proteção civil, ataque antiterrorista, instalação de bases temporárias de operações, resgate no campo de batalha e controle de epidemias, até o final dos exercícios, em 15 de setembro, reporta a mídia.

    O coronel Tan Kefei, porta-voz do Ministério da Defesa da China, disse em uma entrevista coletiva, ainda no mês passado, que mais de 1.000 soldados, envolvendo unidades de infantaria, resposta rápida, segurança, helicópteros, engenharia, transporte e serviços médicos, participariam dos exercícios Shared Destiny-2021, o primeiro evento desta envergadura organizado pelas Forças Armadas chinesas.

    "Shared Destiny-2021", um exercício internacional de manutenção da paz, começou na segunda-feira (6) na província de Henan, na China. É a primeira vez que os militares chineses organizam um exercício deste tipo, contando com a participação de tropas de países como a China, a Mongólia, o Paquistão e a Tailândia.

    Contudo, esse não vai ser o único exercício de antiterrorismo que a China realiza em setembro. O Ministério da Defesa chinês também anunciou no final de agosto que a China enviará mais de 550 soldados juntamente com 130 veículos, principalmente do Comando do Teatro do Norte do PLA para o exercício conjunto antiterrorista Missão de Paz-2021 dos Estado-membros da Organização de Cooperação de Xangai, a ser realizado na área de treinamento de Donguz em Orenburg, Rússia, de 11 a 25 de setembro.

    A China, Rússia, Cazaquistão, Tajiquistão, Quirguistão, Índia, Paquistão e Uzbequistão enviarão um total de cerca de 4.000 soldados para os exercícios descritos, informa a matéria.

    Mais:

    Embaixador alemão na China morre de repente poucos dias após tomar posse
    Talibã anuncia composição de novo governo temporário no Afeganistão
    Taiwan aumenta orçamento de Defesa devido a alto custo de resposta a incursão da China, diz analista
    Tags:
    China, exercícios militares, Ásia, antiterrorismo, cooperação, ELP
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar