14:56 23 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    7928
    Nos siga no

    Segundo uma ordem emitida na sexta-feira (27) pelo Departamento de Defesa dos EUA, as bases militares americanas localizadas na Europa não podem adquirir recursos energéticos da Rússia.

    O documento do Pentágono refere que as restrições foram adotadas em conformidade com o orçamento de Defesa dos EUA para o ano fiscal de 2020.

    As alterações foram incluídas no anexo ao regulamento federal relativo aos contratos militares.

    "A presente secção proíbe a celebração de contratos de aquisição de recursos energéticos fornecidos a partir da Rússia a instalações militares na Europa", lê-se no texto do decreto, publicado na página do registro federal de documentos oficiais dos EUA.

    Soldados estadunidenses descarregam munições recém-entregues na base militar de Ramstein (Alemanha)
    Soldados estadunidenses descarregam munições recém-entregues na base militar de Ramstein (Alemanha)
    O Pentágono observa que "a seção 2821 proíbe a utilização de recursos energéticos da Rússia, a fim de reforçar a segurança energética na Europa" e que "a proibição aplica-se a todos os tipos de recursos energéticos".

    No entanto, o Departamento de Defesa americano acrescentou que permite a possibilidade de exceções à regra.

    Anteriormente, os EUA restringiram a importação da Rússia de uma série de armas e munições, bem como a exportação ao país de itens relacionados à área nuclear e de mísseis.

    Mais:

    Reino Unido tentou formar coalizão militar para ajudar forças afegãs, afirma ministro britânico
    Bela adormecida: projeto para alcançar autonomia militar da UE segue em 'sono profundo', diz mídia
    Rússia não quer ver militares dos EUA na Ásia Central, diz chanceler russo (VÍDEO)
    Tags:
    base militar, EUA, recursos energéticos, Pentágono, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar