22:54 22 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    4153
    Nos siga no

    O projeto buscava desenvolver uma aeronave furtiva capaz de sobreviver durante longo tempo para a coleta de informação em pleno campo de batalha.

    Altamente secreto, foi desclassificado em 1996, porém parte do programa segue sendo secreto atualmente.

    O projeto da misteriosa aeronave de reconhecimento Tacit Blue, da Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa (DARPA, na sigla em inglês), surgiu nos EUA durante os últimos anos da Guerra Fria. O programa foi desclassificado apenas em 1996, mas ainda possui alguns detalhes interessantes, parte dos quais foi revelada por ex-piloto dos EUA no canal do Youtube 10 Percent True.

    Como experiente piloto de combate da Força Aérea dos EUA, Denny Jarvi foi incorporado no início da década de 80 aos chamados "projetos negros", ou seja, aqueles que não são reconhecidos pelo governo ou empresas da defesa.

    Jarvi participou do projeto de criação do "Avião Experimental de Sobrevivência no Campo de Batalha" (BSAX, na sigla em inglês), também conhecido como Programa de Demonstração de Tecnologia Tacit Blue.

    Este equipamento foi concebido como um avião sigiloso capaz de monitorar continuamente a situação em terra, em profundidade na área de retaguarda inimiga, e fornecer informação em tempo real a um posto de comando.

    Supunha-se que, para cumprir esta missão, a aeronave tinha que ter grande capacidade de sobrevivência, graças aos seus materiais absorventes de ondas de radar e seu design furtivo.

    O Tacit Blue realizou seu primeiro voo no dia 5 de fevereiro de 1982, na famosa Área 51. Realizava frequentemente de três a quatro voos por semana, e às vezes voava mais de uma vez por dia.

    Avião experimental Northrop Tacit Blue dos EUA
    © AP Photo / Michael Heinz
    Avião experimental Northrop Tacit Blue dos EUA

    Porém, o projeto promissor não teve êxito. O Tacit Blue foi classificado como o avião mais instável que já voou. De fato, ele era tão instável que, durante os testes, acabou virando para trás em um túnel de vento.

    Em 1984, depois de alcançar aproximadamente 250 horas de voo, o projeto foi abandonado e o Tacit Blue foi simplesmente armazenado.

    De acordo com o portal The Drive, foram avaliadas diversas camuflagens para incrementar a furtividade da aeronave, porém os EUA não obtiveram uma solução para os encontros visuais próximos.

    Na época, a aeronave foi testada contra um caça F-15 Eagle, com seu poderoso radar AN/APG-63 e um experiente piloto de teste. O Eagle não detectou a aeronave no radar, salvo em alguns momentos em que esteve muito próximo.

    O conceito habitual das operações do Tacit Blue consistia em sobrevoar ou voar muito próximo de um campo de batalha, a uma altitude de aproximadamente 9.000 metros e a uma velocidade de 460 quilômetros por hora, enquanto seu radar escaneava as informações.

    Mais:

    Base da Força Aérea dos EUA no Texas é fechada devido a tiroteio (FOTO)
    Caça Su-35 da Rússia escolta avião espião RC-135 da Força Aérea dos EUA sobre oceano Pacífico
    Completada construção de 2 primeiros bombardeiros furtivos B-21 dos EUA, revela Força Aérea
    Tags:
    EUA, avião de ataque, avião de combate, avião de assalto, avião de reconhecimento, Guerra Fria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar