15:37 23 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    7986
    Nos siga no

    Imagens que até pouco tempo eram consideradas classificadas foram publicadas nas redes sociais russas, mostrando um submarino soviético lançando uma salva de 16 mísseis balísticos.

    Durante a operação Begemot 2, no dia 6 de agosto de 1991, o último submarino do projeto 667BDRM, também conhecido como K-407 Novomoskovsk, disparou 16 mísseis balísticos intercontinentais R-29 Sineva com intervalos de 14 segundos entre cada projétil.

    Esta foi a última manobra desta escala na União Soviética e o lançamento, que pode ser observado nas imagens, foi bem-sucedido, já que todos os mísseis partiram e atingiram seus alvos com sucesso.

    Esta foi uma missão muito complexa, visto que é muito difícil manter a estabilidade de um submarino durante o lançamento de uma grande quantidade de mísseis.

    Cada um dos mísseis pesa mais de 40 toneladas, sendo do tamanho de um prédio de cinco andares. Isto significa que em poucos minutos, mais de 640 toneladas de armamento saíram do submarino.

    Trata-se do teste de uma resposta a um ataque nuclear, quando um submarino precisa lançar todos seus mísseis antes que seja destruído pelo inimigo. Esta é precisamente a missão dos submarinos estratégicos.

    Curiosamente, este lançamento ocorreu no dia 6 de agosto desse ano, no aniversário do primeiro emprego de uma arma nuclear contra a cidade japonesa de Hiroshima.

    Mais:

    Corvetas furtivas da Marinha da Rússia podem ser equipadas com robôs para desativar minas submarinas
    Rússia lança ao mar submarino nuclear com capacidade de 'eliminar cidade inteira', diz mídia (VÍDEO)
    Submarino de mísseis balísticos dos EUA chega a base de Gibraltar em meio a tensões com Rússia
    Tags:
    submarino, submarinos, mísseis, míssil balístico, míssil balístico intercontinental, União Soviética
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar