10:22 25 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    9383
    Nos siga no

    As Forças Armadas do Irã possuem fortes capacidades no domínio da guerra de drones e o país é "capaz de realizar todos os tipos" de operações envolvendo veículos aéreos não tripulados, afirmou o comandante da Força Aérea do país, brigadeiro-general Alireza Sabahifard.

    "Enquanto as Forças Armadas estão equipadas com os mais modernos sistemas de defesa aérea do mundo, elas podem usufruir de uma capacidade muito alta de realizar com êxito qualquer operação com qualquer tipo de drones", afirmou o militar durante discurso na Universidade de Comando e Estado-Maior do Exército da República Islâmica.

    O comandante elogiou o sucesso da indústria de defesa do país no desenvolvimento e produção de sistemas de defesa aérea nacionais, que ajudaram Teerã a alcançar a autossuficiência no setor e a quebrar os monopólios das nações poderosas na produção de tais equipamentos.

    Recordando a experiência das forças de defesa aérea iranianas na Guerra Irã-Iraque, entre os anos 1980 e 1988, Sabahifard alegou que a situação atual é de certa forma ainda mais precária do que era durante esse conflito brutal.

    Ababil-3 é o drone mais recente da indústria de defesa do Irã. O drone possui um motor de 4 cilindros a gasolina, autonomia de voo – 8 horas, altitude – 4500 metro, raio de ação efetivo – 250 km. O drone pode enviar dados tanto para uma base terrestre como para qualquer outra
    © Sputnik / Arash Dorudi
    Ababil-3 é o drone mais recente da indústria de defesa do Irã. O drone possui um motor de 4 cilindros a gasolina, autonomia de voo – 8 horas, altitude – 4500 metro, raio de ação efetivo – 250 km. O drone pode enviar dados tanto para uma base terrestre como para qualquer outra

    O Irã tem ampla gama de capacidades de drones em seu arsenal, incluindo o drone de longo alcance Kaman-22, o VANT multipropósito Fotros, drones "suicidas" com foguetes de alcance ultralongo, quadricópteros de combate tático equipados com pequenos engenhos explosivos, para além de aeronaves Pelican de decolagem e aterrissagem vertical (VTOL).

    Na semana passada, a Casa Branca informou que planeja impor novas sanções contra o Irã, que terão como alvos as capacidades de construção de drones e de mísseis do país persa.

    Teerã tem rejeitado as tentativas de limitar as capacidades de seu programa de mísseis balísticos, além dos limites impostos a seu programa nuclear em 2015, observando que tem o direito soberano de desenvolver suas próprias armas, excluindo as armas nucleares.

    Mais:

    Economia do Irã não será amarrada 'à vontade dos estrangeiros', diz presidente sobre sanções dos EUA
    General iraniano elogia luta do Hezbollah contra Israel e acusa EUA de espalhar pobreza
    Israel mantém em aberto opção de 'agir sozinho' contra Irã após ataque a petroleiro, diz premiê
    Tags:
    Oriente Médio, drones, Irã, Força Aérea, tecnologia militar
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar