03:24 22 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    21312
    Nos siga no

    O porta-aviões norte-americano USS Carl Vinson partiu nesta segunda-feira (2) de San Diego, levando a bordo o primeiro esquadrão de caças furtivos F-35C Lightning II da Marinha.

    Trata-se da primeira implantação desses aviões de combate de quinta geração em um porta-aviões, segundo a Marinha dos EUA. A asa aérea do grupo de ataque do Carl Vinson inclui caças Super Hornets F/A-18 de quarta geração, e os modernos F-35C.

    Além disso, é a primeira vez que são instaladas novas aeronaves de transporte CMV-22B Osprey, de pouso vertical e rotores basculantes, no USS Carl Vinson.

    Diferentemente dos F-35A (de pouso e decolagem tradicional) e dos F-35B do Corpo de Fuzileiros Navais (de pouso vertical e decolagem curta), que operam a partir do convés dos navios de assalto anfíbio, a versão C foi projetada para operar a partir de porta-aviões da Marinha.

    Este caça pode carregar mais combustível e está projetado para decolar por meio de catapulta e pousos assistidos por sistemas de freio.

    ​O USS Carl Vinson é enviado hoje em apoio às operações globais de segurança marítima. O que virá a seguir para o navio almirante do Grupo 1 de Porta-aviões de Ataque? Participação do Exercícios de Grande Escala de 2021, um exercício ao vivo, virtual e construtivo, globalmente integrado, que abrange várias frotas.

    Os caças F-35C obtiveram a capacidade operacional inicial em fevereiro de 2019, quando o comandante da Força Aérea da Marinha anunciou que "o F-35C está pronto para as operações, pronto para o combate e pronto para ganhar".

    No entanto, apenas no ano passado o USS Carl Vinson foi adaptado para apoiar as operações dos F-35C. As adaptações duraram 17 meses. A Marinha dos Estados Unidos não especificou para onde será enviado o grupo de ataque do porta-aviões Carl Vinson, indicando que a missão é realizada "em apoio das operações de segurança marítima global".

    Mais:

    Pyongyang rotula de 'provocação' plano do Reino Unido de implantar navios de guerra na Ásia-Pacífico
    Magadan: submarino diesel-elétrico de ataque russo conclui testes de navegação
    Almirante dos EUA revela em que caso navios da OTAN poderiam atacar forças russas
    Tropas afegãs vão receber treinamento da OTAN na Turquia
    Tags:
    EUA, Estados Unidos, caça, porta-aviões, Marinha, F-35 Lightning II, F-35
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar