16:57 31 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    10917
    Nos siga no

    Força Aérea Real britânica (RAF, na sigla em inglês) deve retomar um exercício de treinamento realizado durante a Guerra Fria devido à ameaça dos mísseis de cruzeiro russos, disse o comandante da Força Aérea britânica, marechal Mike Wigston.

    O alto comandante informou ao jornal The Telegraph que pretende que a RAF reaprenda as competências não praticadas por 30 anos e realize uma série de exercícios "sem aviso prévio" chamados Agile Stance (Postura Ágil).

    No âmbito dos exercícios, os aviões de combate receberão a ordem de dispersar, o que significa que deixarão suas bases para aterrissar em aeródromos civis ou até mesmo em rodovias.

    O marechal explica que se, em vez de duas bases, todos os Typhoon estiverem em 12 bases, seriam um alvo "mais difícil" para os inimigos.

    "Voltaremos a aprender a dispersar-nos", disse ele, acrescentando que, se os avançados mísseis de cruzeiro da Rússia forem implantados no exclave russo de Kaliningrado, localizado entre a Polônia e a Lituânia, no mar Báltico, "estaremos dentro do alcance".

    Fragata Admiral Gorshkov realizando disparo de míssil hipersônico Tsirkon
    © Sputnik / Serviço de Imprensa do Ministério da Defesa da Rússia
    Fragata Admiral Gorshkov realizando disparo de míssil hipersônico Tsirkon
    "Parece um pouco a Guerra Fria, mas há uma exigência urgente de lembrar como fazê-lo", alertou o militar, que afirmou ainda que o seu país não tem "seguido o ritmo" da Rússia em termos de desenvolvimento de sofisticados sistemas de defesa antiaérea.

    Vale ressaltar que, após o recente teste de um míssil hipersônico russo Tsirkon, o Departamento de Defesa dos EUA considera que os referidos mísseis da Rússia "são potencialmente desestabilizadores e representam riscos significativos, porque são sistemas com capacidade nuclear".

    Mais:

    Reino Unido nega haver evidência de espionagem em vazamento de dossiê sobre destróier no mar Negro
    Reino Unido pretende lançar operação especial secreta contra Rússia e China, diz mídia
    Marinha britânica conduz 1º teste de nova tecnologia de drones de combate
    Tags:
    míssil hipersônico, Rússia, avião de combate, Reino Unido, Força Aérea
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar