08:21 17 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    31723
    Nos siga no

    Nesta sexta-feira (16) o serviço de imprensa da Frota do Norte da Rússia informou que, durante exercícios para testar armas a bordo de submarinos, vários aviões e navios da OTAN monitoraram as manobras russas.

    "Submarinos da Frota do Norte concluíram com sucesso um exercício especial para testar armas e sistemas submarinos nas águas profundas do mar de Barents e do mar da Noruega", aponta o comunicado da Frota do Norte da Rússia.

    Destaca-se que as tripulações realizaram com sucesso as missões estabelecidas, operando a profundidades máximas para a maioria dos submarinos modernos.

    Os testes foram acompanhados por uma unidade de emergência e resgate da Frota do Norte, composta pelo navio de resgate Georgy Titov e pelo rebocador Nikolai Chiker.

    Navio de guerra da Noruega, Fridtjof Nansen
    © flickr.com / Metziker
    Navio de guerra da Noruega, Fridtjof Nansen

    De acordo com o comunicado emitido no início dos exercícios em 2 de julho, o treinamento foi executado a mais de 500 metros de profundidade, "uma profundidade extrema para a maioria dos submarinos modernos".

    Além disso, o serviço de imprensa acrescentou que "na área [...] foi registrada a presença de navios de guerra das forças navais dos países da OTAN; até dez aeronaves do serviço de patrulhamento da Aliança estavam no ar todos os dias", acrescenta o comunicado.

    Em meados de maio deste ano, o comandante da Frota do Norte, Aleksandr Moiseev, advertiu que, nos últimos anos, as atividades de treinamento e de combate da OTAN perto das fronteiras russas no Ártico aumentaram de intensidade.

    Mais:

    Submarino de mísseis balísticos dos EUA chega a base de Gibraltar em meio a tensões com Rússia
    Rússia diz que pode aumentar rapidamente número de navios na fronteira sul em caso de novas ameaças
    Marinha dos EUA envia navio de transporte rápido expedicionário ao mar Negro (FOTO)
    Tags:
    Frota do Norte, Marinha da Rússia, submarinos russos, OTAN, Mar da Noruega
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar