11:23 05 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    4702
    Nos siga no

    Um submarino russo vigiou o grupo de ataque do porta-aviões britânico HMS Queen Elizabeth no mar Mediterrâneo, informa o jornal Daily Telegraph.

    O referido incidente teria ocorrido no dia 27 de junho, ou seja, quatro dias após o destróier de mísseis guiados HMS Defender do Reino Unido ter violado a fronteira marítima da Rússia, perto da península da Crimeia.

    O jornal sugere que se trata de um submarino diesel-elétrico da Frota russa do Mar Negro, da classe Varshavyanka (classe Kilo, na designação da OTAN).

    A edição aponta que, quando o grupo de navios britânicos estava no Mediterrâneo Oriental, os militares da Marinha britânica enviaram helicópteros Merlin Mk2 para colocar boias hidroacústicas e outros equipamentos de imersão destinados a detectar o submarino, uma vez que acreditavam que um aparelho russo estava perseguindo o porta-aviões HMS Queen Elizabeth.
    Caças F-35B Lightning II no convés do porta-aviões britânico HMS Queen Elizabeth
    Caças F-35B Lightning II no convés do porta-aviões britânico HMS Queen Elizabeth

    Um dos helicópteros decolou diretamente do referido porta-aviões, o segundo do navio de apoio Fort Victoria. Contudo, não se sabe se o destróier dos EUA USS The Sullivans ou a fragata neerlandesa HNLMS Evertsen, que faziam parte do grupo de ataque, também participaram da busca do submarino.

    O Ministério da Defesa do Reino Unido não quis comentar as informações em relação ao incidente, mas afirmou que estão sendo tomadas "medidas robustas" para proteger o grupo de ataque do porta-aviões.

    O Ministério da Defesa da Rússia também ainda não forneceu quaisquer comentários sobre o assunto.

    No fim de junho, vários navios da Marinha da Rússia realizaram exercícios no mar Mediterrâneo sob a vigilância de um caça F-35 baseado no porta-aviões britânico HMS Queen Elizabeth.

    As tripulações de cinco navios da Marinha russa resistiram ao ataque de um inimigo hipotético e realizaram treinamento dos meios de defesa antiaérea durante os exercícios no mar Mediterrâneo.

    Mais:

    Novo porta-aviões britânico HMS Prince of Wales sofre 2ª inundação
    Reino Unido aprova financiar projeto de drone que atuará em parceria com caças
    Militares dos EUA revelam acidentalmente informações sobre armas nucleares, diz relatório
    Tags:
    Reino Unido, submarinos russos, Mar Mediterrâneo, Marinha Real britânica, porta-aviões
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar