14:26 04 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    2011
    Nos siga no

    Caso os testes mostrem resultados satisfatórios, Washington planeja comprar 400 mísseis balísticos intercontinentais para substituir os envelhecidos Minuteman.

    O Pentágono está planejando conduzir o primeiro teste de voo do novo míssil balístico intercontinental (ICBM, na sigla em inglês) da Força Aérea, o Dissuasor Estratégico Baseado no Solo (GBSD, em inglês) em 2023. Os primeiros novos ICBMs devem ser entregues até 2036.

    Agora mesmo, o desenvolvedor do novo míssil, a gigante da indústria de defesa dos EUA Northrop Grumman, está trabalhando na "revisão crítica de design" dos subsistemas do ICBM, de acordo com o portal Popular Mechanics.

    O custo atual estimado do programa é de US$ 61 bilhões (R$ 300 bilhões) em dez anos, mas os aumentos orçamentais e adiamentos de prazos não são inéditos na indústria de defesa dos EUA.

    O míssil foi desenvolvido através de engenharia digital, que permite os computadores encontrar uma configuração otimizada para uma parte do equipamento militar. O método permite o teste virtual das configurações alternativas de um míssil para determinar qual tem o melhor desempenho.

    O GBSD está sendo desenvolvido para substituir os antigos mísseis LGM-30G Minuteman, que estão em serviço desde 1962.

    Atualmente, os EUA armazenam aproximadamente 400 mísseis Minuteman em seus silos de lançamento, e supostamente planejam substituí-los pelos GSBD, caso os testes tenham êxito.

    Mais:

    Caça F-15C dispara míssil ar-ar à maior distância da história da Força Aérea dos EUA (FOTOS)
    Marinha dos EUA elimina alvo com míssil SM-6 durante teste de fogo real (FOTOS, VÍDEO)
    Novo míssil balístico chinês poderia alcançar todo o território dos EUA
    Tags:
    míssil, míssil balístico, míssil hipersônico, testes
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar