03:57 03 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    1831
    Nos siga no

    Bombardeiro estratégico Tu-160, construído na União Soviética como resposta ao B-1 Lancer dos EUA, continua sendo o maior avião do mundo na sua classe.

    O Tu-160 é o maior e mais pesado bombardeiro alguma vez construído, capaz de atingir velocidade supersônica de Mach 2 (2.450 km/h), superando em muito o seu adversário americano.

    Trevor Filseth, colunista da revista The National Interest, explica por que "Joe Biden deveria temer" este avião.

    Entre 1989 e 1990, o avião estabeleceu um total de 78 recordes da Federação Aeronáutica Internacional (FAI, na sigla em inglês), um número que o analista considera "realmente incrível", em parâmetros como velocidade, altitude, velocidade com várias cargas úteis e peso máximo de decolagem.

    "Talvez em reconhecimento deste incrível recorde, o Tu-160 ainda é usado pela moderna Força Aérea da Rússia", indica o autor, destacando que o bombardeiro estratégico passou por aperfeiçoamentos significativos ao longo da última década, principalmente em seus sistemas eletrônicos.
    Motor NK-32-02 do bombardeiro Tu-160M da Rússia (foto de arquivo)
    © Sputnik / Sergei Mamontov
    Motor NK-32-02 do bombardeiro Tu-160M da Rússia (foto de arquivo)

    Dessa forma, em 2010, as tripulações russas estabeleceram dois novos recordes de duração de voo com um Tu-160, ao voar mais de 18.000 quilômetros com dois reabastecimentos aéreos.

    "A Força Aérea da Rússia continua confiando no Tu-160" e, até que estes aviões sejam substituídos, "sem dúvida" que suas tripulações continuarão alcançando mais recordes, conclui o autor do artigo.

    O Tu-160 é o bombardeiro estratégico supersônico com maior asa de geometria variável do mundo. Além disso, é o avião mais potente e mais rápido do planeta, com uma velocidade máxima de 2,05 Mach (2.511 km/h).

    O bombardeiro é o maior avião não apenas entre as aeronaves com asas de geometria variável, mas entre todos os bombardeiros estratégicos.

    Mais:

    Bombardeiros B-52 dos EUA sobrevoam países da OTAN em 'mensagem para a Rússia', diz mídia
    Completada construção de 2 primeiros bombardeiros furtivos B-21 dos EUA, revela Força Aérea
    Novo sistema antimíssil da Rússia cria 'cúpula de ferro' sobre todo o país
    Tags:
    bombardeiro estratégico, Tu-160, EUA, Força Aeroespacial da Rússia, Joe Biden
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar