22:03 28 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    165
    Nos siga no

    A Marinha dos EUA busca ampliar o alcance de ação de seus caças implantados em porta-aviões.

    O veículo aéreo não tripulado MQ-25 Stingray, desenvolvido pela Boeing, foi convertido no primeiro drone do mundo de reabastecimento aéreo, segundo a empresa norte-americana.

    Foi informado que, durante um voo de teste realizado no dia 4 de junho, um "MQ-25 T1 estendeu com êxito a mangueira e o funil a partir de seu tanque de reabastecimento aéreo [...] e transferiu de maneira segura o combustível para um F/A-18 Super Hornet [um caça-bombardeiro embarcado] da Marinha dos EUA", comunicou.

    A Boeing qualificou o teste como um evento histórico, observando que a empresa já firmou um contrato com o Pentágono para a produção e fornecimento dos primeiros quatro aviões de reabastecimento aéreo não tripulados, que serão operados pela Marinha. Além disso, foi especificado que a entrega ocorrerá até 2024.

    Estes drones são utilizados para reabastecer aviões implantados em porta-aviões. Por sua vez, estima-se que a aeronave carregará aproximadamente oito toneladas de combustível para reabastecer de quatro a seis caças.

    Concebido como um bombardeiro sigiloso não tripulado, o drone foi convertido em um drone de reabastecimento em voo, desprovido de capacidades furtivas.

    Em 2016, a Marinha norte-americana formulou novos requisitos para os drones embarcados, prevendo ampliar o alcance de ação dos caças tripulados.

    Mais:

    Drones iranianos atacaram bases no Iraque usadas por tropas dos EUA, diz NYT
    EUA testam drone MQ-8C para missão de guerra eletrônica anfíbia
    Drones da Rússia e China podem ser confundidos com OVNIs nos EUA, sugere astrofísico
    Tags:
    Boeing, drone, veículo aéreo não tripulado, reabastecimento, Marinha dos EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar