17:57 12 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    2290
    Nos siga no

    A Rússia está desenvolvendo sistema único de armamento guiado e não guiado para drones, que engloba bombas aéreas não guiadas, ajustáveis e guiadas de até 100 quilos e mísseis guiados da classe ar-superfície, segundo fonte da indústria de defesa da Rússia.

    O sistema único de armamento guiado e não guiado está sendo desenvolvido pela Rússia para vários tipos de veículos aéreos não tripulados de combate, inclusive o drone Forpost, segundo informou à Sputnik a fonte da indústria de defesa.

    "Continuam os trabalhos em um sistema único de armamento para veículos aéreos não tripulados de diferentes classes. O sistema incluirá bombas aéreas não guiadas, ajustáveis e guiadas de até 100 quilos, e também mísseis guiados da classe ar-superfície", revelou a fonte.

    Tudo índica que o sistema único será usado em drones Orion (também conhecido como Inokhodets), Altius e Forpost, bem como nos veículos aéreos não tripulados de classes análogas táticas e de altitude média que forem criados no futuro, disse a fonte.

    "Uma parte das munições foi testada em veículos aéreos não tripulados, inclusive na Síria, para realizar ataques aéreos a instalações terroristas", adicionou a fonte da indústria de defesa russa.

    O drone de combate Orion é capaz de carregar até seis bombas pequenas ajustáveis de 20 quilos cada ou até três bombas de 50 quilos cada do novo sistema de armamento. O drone Forpost é capaz de carregar duas bombas de 50 quilos cada.

    "O drone Altius obterá o mesmo sistema de armamento, mas poderá carregar muito mais munições. Altius e Inokhodets poderão no futuro usar bombas aéreas ajustáveis e guiadas de até 100 quilos que também estão sendo desenvolvidas no âmbito do sistema único de armamento", afirmou a fonte à Sputnik.

    Os veículos aéreos não tripulados das classes de aviões pesados como Orion ou o futuro Grom possuirão o mesmo armamento de caças tripulados, revelou a fonte.

    Veículo aéreo não tripulado multifuncional russo Kronstadt de longa duração de voo, com base no sistema de reconhecimento aéreo Orion-E, apresentado no salão aeroespacial internacional MAKS 19 em Zhukovsky, Rússia
    © Sputnik / Grigory Sysoev
    Veículo aéreo não tripulado multifuncional russo Kronstadt de longa duração de voo, com base no sistema de reconhecimento aéreo Orion-E, apresentado no salão aeroespacial internacional MAKS 19 em Zhukovsky, Rússia

    O drone de altitude média Orion pesa mil quilos e pode carregar até 200 quilos. A duração máxima do voo do drone corresponde a 24 horas. A altitude máxima de voo é de 7,5 mil metros, atingindo velocidades de 200 km/h. O drone é pilotado por um operador via canal de rádio, com alcance de sinal de 250 quilômetros.

    O drone de altitude média Altius é um veículo aéreo mais pesado, que possui um peso de decolagem de cinco toneladas. A carga máxima do drone é de até mil quilos. Seu voo pode durar até 48 horas.

    O drone Forpost é uma versão do veículo aéreo israelense Searcher. O drone possui um peso de decolagem de até 500 quilos e é capaz de carregar até 100 quilos de armamento. Seu voo dura no máximo 18 horas. Tanto como o drone Orion, Forpost foi usado na Síria, inclusive para atacar terroristas.

    Mais:

    EUA testam avião de reabastecimento KC-135 com drone Loyal Wingman
    Coreia do Norte pode ter arsenal de 242 ogivas nucleares até 2027, diz think tank
    Houthis dizem ter lançado 17 drones para atacar refinarias da Aramco saudita
    FOTO sugere que Coreia do Norte estaria preparando ensaio de míssil balístico lançado por submarino
    Coalizão liderada pela Arábia Saudita destrói drones lançados por ataque houthi
    Tags:
    defesa, veículo aéreo não tripulado, sistema, armamento, Rússia, drone
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar