00:04 28 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    3146
    Nos siga no

    Ao ser questionado sobre a utilidade do caça furtivo F-35 dos EUA em uma hipotética investida contra a China, um oficial da Força Aérea norte-americana afirmou que a aeronave não é a melhor escolha para o duelo.

    A declaração foi dada em uma entrevista ao portal Defense News, em um momento em que o programa do F-35 está sendo analisado pelos EUA, inclusive por congressistas norte-americanos.

    Durante a entrevista, o oficial sênior afirmou que o país sequer "implantaria a versão atual do F-35, pois não valeria a pena usá-los em cenários como este".

    O custo operacional do F-35 é avaliado agora em US$ 36.000 (R$ 205.000) por hora, com um custo de tempo de vida projetado em US$ 1,7 trilhão (R$ 9,7 trilhões), um investimento considerado desnecessário pelo oficial da Força Aérea norte-americana.

    Nos recentes jogos de guerra, o caça F-35 foi usado para simular ataques a navios de superfície chineses e alvos terrestres, protegendo seus recursos das aeronaves do gigante asiático.

    Em fevereiro, o general Charles Q. Brown Jr., comandante do Estado-Maior da Força Aérea dos EUA, anunciou a ideia de desenvolver um caça acessível e leve para substituir centenas de aeronaves F-16 e complementar uma pequena frota formada por caças furtivos sofisticados, com algumas capacidades do F-35, porém, a um menor custo.

    Brown chegou a comparar o caça de quinta geração a um Ferrari, afirmando que "você não dirige seu Ferrari para ir trabalhar todos os dias, você apenas o dirige aos domingos. Este é nosso [caça de] 'alta intensidade', nós queremos ter certeza de que não vamos usar isso tudo para combate de baixa intensidade".

    Atualmente, os EUA não consideram sequer implantar o caça F-35 em zonas de combate, apesar de ser o "carro-chefe" da Força Aérea norte-americana.

    As dúvidas em torno do caça furtivo norte-americano estão rodeadas de desconfiança, já que muitos acreditam que a aeronave não esteja pronta para ser usada em todas as missões, onde teria um alto custo e baixo desempenho.

    Mais:

    Piloto da Força Aérea norte-americana explica como 'fracasso' do caça F-35 pode ser útil aos EUA
    Boeing entrega oficialmente 1º caça F-15EX à Força Aérea dos EUA (VÍDEO)
    Força Aérea dos EUA aprova uso de míssil israelense de longo alcance em helicópteros Apache (FOTO)
    Tags:
    avião de ataque, avião de combate, avião de assalto, Força Aérea
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar