15:05 11 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    0 148
    Nos siga no

    O novo navio de Taiwan pode ser usado para desembarque de tropas e reforçará as linhas de abastecimento a ilhas vulneráveis ao largo da China e no mar do Sul da China. A embarcação faz parte do programa de modernização das Forças Armadas de Taiwan.

    Nesta terça-feira (13), Taiwan lançou o novo navio de guerra anfíbio Yu Shan, batizado em homenagem à montanha mais alta da ilha, sendo o primeiro do novo programa de Taipé de construção naval para modernizar as Forças Armadas do país, de acordo com a agência Reuters.

    O navio, construído pela CSBC Corporation Taiwan, empresa apoiada pelo Estado, entrará em serviço no próximo ano e será armado com um canhão para uso contra alvos aéreos e de superfície, mísseis antiaéreos e armas antiaéreas e antimísseis de tiro rápido Phalanx.

    A presidente taiwanesa Tsai Ing-wen presidiu a cerimônia de lançamento da primeira de uma série de embarcações destinadas para defender a ilha contra as ameaças chineses no estaleiro da cidade portuária de Kaohsiung.

    "Acredito que este navio certamente fortalecerá a capacidade da Marinha para cumprir sua missão e consolidar ainda mais nossas defesas", disse a presidente.

    Tsai Ing-wen chamou o lançamento da nova linha de navios de transporte de dez mil toneladas de "um marco importante para a construção naval nacional em nosso país", segundo o portal ABC News.

    Presidente de Taiwan, Tsai Ing-wen, posa para uma foto de grupo à frente do navio de transporte anfíbio Yushan da Marinha de Taiwan durante sua cerimônia de lançamento em Kaosiung, Taiwan, 13 de abril de 2021
    © REUTERS / Ann Wang
    Presidente de Taiwan, Tsai Ing-wen, posa para uma foto de grupo à frente do navio de transporte anfíbio Yushan da Marinha de Taiwan durante sua cerimônia de lançamento em Kaosiung, Taiwan, 13 de abril de 2021

    Além de ser um navio de guerra anfíbio com espaço para desembarque de aeronaves e helicópteros, a embarcação também será usada para transportar os bens de Taiwan no disputado mar do Sul da China e no mar alto da ilha de Taiwan, que fica perto da costa chinesa, revelou o chefe da CSBC, Cheng Wen-lung.

    "Durante tempos de guerra, [o navio] terá uma missão de guerra anfíbia, trazendo reforços e lutando para retomar ilhas no mar alto", afirmou Cheng Wen-lung.

    A embarcação tem um "exterior furtivo" e proteção contra pulso eletromagnético, disse o chefe da CSBC.

    "[O navio] pode realizar várias missões de batalha por conta própria no mar durante tempo longo", acrescentou.

    A China considera Taiwan uma província separatista e nunca renunciou ao uso da força para colocar a ilha sob seu controle. Na segunda-feira (12), ao menos 25 aviões da Força Aérea chinesa entraram na zona de identificação aérea de Taiwan. Antes disso, em 5 de abril, um grupo de navios chineses, liderado pelo porta-aviões Liaoning, realizou exercícios de rotina nas águas próximas de Taipé, no estreito de Miyako.

    Mais:

    Blinken volta a atacar China por ações agressivas em Taiwan e culpa Pequim por agravação da pandemia
    Marinha dos EUA adverte China que a vigia, enquanto seu destróier segue porta-aviões chinês (FOTO)
    Após destróier dos EUA passar por Taiwan, China indaga chance de ter navio no golfo do México
    'Governo Bolsonaro é o melhor que a China poderia imaginar', diz especialista
    Taiwan planeja conduzir exercícios de fogo real no mar do Sul da China, informa mídia chinesa
    Tags:
    Marinha, Forças Armadas, Mar do Sul da China, China, navio, Taiwan
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar