11:50 13 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    137
    Nos siga no

    A operação militar que ocorreu nesta quarta-feira (7) fazia parte das missões regulares da Força-Tarefa de Bombardeiros do Comando Europeu dos EUA, afirma comunicado.

    Dois bombardeiros ​​supersônicos B-1 Lancer dos EUA realizaram missões de sobrevoo no mar Egeu nesta quarta-feira (7) como parte dos compromissos de segurança de Washington com os aliados da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), afirmou o Comando Europeu dos EUA (EUCOM, na sigla em inglês).

    ​Como parte dos esforços contínuos do Comando Europeu dos EUA para demonstrar as capacidades de longo alcance da aeronave de bombardeiro estratégico dos EUA, dois bombardeiros B-1 Lancer dos EUA estacionados na base da Força Aérea de Ellsworth, no Dakota do Sul [EUA] realizaram missões de sobrevoo no mar Egeu

    A operação militar fazia parte das missões regulares da Força-Tarefa de Bombardeiros do EUCOM, disse o comunicado.

    "A missão da força-tarefa de bombardeiros de hoje [7 de abril] é outra em uma longa lista de exemplos de como as forças militares dos EUA mantêm prontidão, melhoram a interoperabilidade e demonstram a capacidade de nossa nação de cumprir os compromissos do outro lado do [oceano] Atlântico", afirmou Lance Landrum, major-general da Força Aérea dos EUA e diretor de operações da EUCOM.

    Por fim, o comunicado observa que os dois bombardeiros ​​supersônicos B-1 Lancer foram escoltados por dois caças F-16 norte-americanos de Aviano, Itália, quando chegaram à Europa antes de sobrevoar o mar Egeu.

    Um bombardeiro B-1B Lancer com um míssil JASSM voou sobre a Base Aérea de Edwards, Califórnia
    Um bombardeiro B-1B Lancer com um míssil JASSM voou sobre a Base Aérea de Edwards, Califórnia

    Missão em março

    Em março, dois bombardeiros B-1B dos EUA realizaram uma missão de baixa altitude sobrevoando a Lituânia, a Letônia e a Estônia, em companhia de caças de combate dinamarqueses, poloneses, alemães e italianos. Os bombardeiros foram acompanhados por caças F-16, pilotados pelas Forças Aéreas da Dinamarca e da Polônia, e pelos caças Eurofighter Typhoons, do policiamento aéreo do Báltico, operados pela Alemanha e a Itália.

    Essas operações de março foram realizadas, de acordo com comunicado divulgado naquele período, para demonstrar e fortalecer o compromisso dos EUA com a segurança e estabilidade dos aliados da OTAN.

    Mais:

    Bombardeiro furtivo desenvolvido pela Rússia será capaz superar defesa antiaérea da OTAN, diz fonte
    Falha do sistema de ejeção provoca morte de 3 pilotos de bombardeiro russo Tu-22M3
    Caças britânicos acompanham 2 bombardeiros russos Tu-142 sobre mar do Norte (FOTOS)
    Rara IMAGEM mostra caça-bombardeiro russo Su-34 com 10 bombas nucleares
    Tags:
    EUCOM, mar Egeu, EUA, B-1, bombardeios, Bombardeiro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar