06:45 23 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    0322
    Nos siga no

    As tecnologias de armas laser vão se desenvolver no futuro próximo em duas direções: as destinadas à destruição do equipamento militar do adversário e as que neutralizam os seus sistemas de controle.

    Durante a exposição internacional dedicada às tecnologias laser que está decorrendo atualmente em Moscou, o presidente da Associação Laser, doutor em física e matemática, Ivan Kovsh, falou à Sputnik sobre as perspectivas das armas laser.

    "Digamos que um drone está voando, mas é preciso que não esteja voando. É possível atingi-lo com um canhão ou podemos usar um raio laser, ou seja, podemos simplesmente destruí-lo (embora seja um 'prazer' bastante caro) ou então desativar seu sistema de controle", explicou.

    A segunda opção, a desativação do sistema de controle do drone, quando o laser atinge o equipamento causando um forte pulso de radiação magnética secundária, é mais eficaz do que um laser de combate. Este tipo de laser já está em serviço das principais potências militares, afirmou o cientista russo.

    Com o nível atual de desenvolvimento da ciência, o uso do laser para a destruição física de alvos, que antes se achava que consumia muita energia, está se tornando mais acessível, revelou Kovsh.

    Os Estados Unidos já criaram e adotaram um laser de combate compacto de 60 quilowatts, que há dez anos era impraticável de ser usado devido a precisar de uma unidade de energia gigante. Recentemente, a China também apresentou um protótipo de fuzil de assalto a laser, que o cientista russo considera "exótico".

    "Não está claro que tipo de unidade de energia possui: se está colocada dentro do fuzil, você pode realmente levá-la com você, carregá-la e apontar, mas se for separada, é um pouco pesada para carregar", comentou Kovsh.

    Anteriormente, o especialista militar Viktor Murakhovsky afirmou à Sputnik que a criação de lasers de combate capazes de destruir mísseis e outros equipamentos militares, como fazem hoje as armas convencionais, é impossível, porque, em sua opinião, contradiz as leis da física.

    Ainda assim, os Estados Unidos declararam ter desenvolvido com sucesso lasers capazes de atingir drones. Em maio de 2020, o comando da Frota do Pacífico da Marinha dos EUA divulgou um vídeo de testes do Demonstrador do Sistema de Armas a Laser de Estado Sólido, instalado a bordo do navio anfíbio USS Portland, do qual se pode concluir que ele conseguiu danificar o drone.

    Mais:

    VÍDEO mostra drone houthi sendo destruído por míssil da Arábia Saudita
    EUA estão próximos de conduzir 1º voo de teste de novo míssil hipersônico, diz mídia
    Turquia trabalha no desenvolvimento de novos drones e de caça com inteligência artificial
    Caças F-35B completam testes no mar em porta-aviões italiano (FOTOS)
    Mísseis dos EUA parecem 'palitos lançados por foguete' em comparação com Sarmat russos, diz revista
    Tags:
    arma, armas laser, laser, militar, fuzil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar