19:17 24 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    12935
    Nos siga no

    O míssil balístico intercontinental (ICBM) russo Sarmat com apenas um tiro é capaz de infligir um ataque tão poderoso que pode eliminar um país inteiro, o que não é o caso das capacidades dos mísseis dos EUA, escreve The National Interest.

    A edição observa que os militares russos continuam a implantar novos mísseis RS-28 Sarmat, que pesam 100 toneladas e podem ser armados com 12 ogivas. Neste contexto, o ICBM dos EUA Minuteman, de 39 toneladas, se parece com um palito lançado por foguete.

    Citando fontes russas, o artigo escreve que Sarmat é mais preciso do que seus antecessores e é "capaz de eliminar partes da Terra do tamanho do Texas ou da França".

    As ogivas dos mísseis balísticos russos Sarmat terão uma série de contramedidas antimísseis avançadas destinadas a romper o escudo antibalístico dos EUA. Isso sugere que o novo míssil pode ter como objetivo penetrar as defesas dos mísseis americanos ou pelo menos sinalizar que Moscou tem a capacidade de fazê-lo.

    Porém, a verdade é que o sistema de defesa de mísseis balísticos dos EUA foi projetado para deter uma quantidade limitada de ICMB de países pequenos como a Coreia do Norte ou Irã, e não um ataque maciço da Rússia, aponta revista.

    Sarmat deve substituir os antigos mísseis R-36M2 da Rússia desenvolvidos nos anos 70 e utilizados pela União Soviética durante a Guerra Fria.

    Outra questão problemática é que a força de mísseis balísticos dos EUA foi construída com muitas peças personalizadas que já não se fabricam mais.

    Revista americana escreve que em uma ocasião foi necessária uma chave inglesa especial para instalar ogivas nucleares nos 450 mísseis Minuteman III. Porém, só havia um conjunto de ferramentas que continha esta chave, que teve que ser enviada de uma base para outra.

    O míssil Sarmat tem um alcance de 18.000 quilômetros, peso de lançamento de 208,1 toneladas e carga útil de mais de dez toneladas. O míssil tem comprimento de 35,5 metros, diâmetro de três metros e ogivas múltiplas de guiamento individual.

    O Ministério da Defesa da Rússia tinha anunciado em fevereiro de 2020 que a entrega em série dos mísseis balísticos intercontinentais Sarmat começaria em 2021.

    Mais:

    Forças Armadas russas vão receber sistema de defesa antiaérea S-500 neste ano
    Novos mísseis balísticos russos podem reequilibrar o poder militar, aponta The National Interest
    Força Estratégica de Mísseis da Rússia revela quando terá míssil balístico intercontinental Sarmat
    Tags:
    míssil balístico intercontinental, RS-28 Sarmat, sistema de defesa antimísseis, Minuteman III, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar