17:11 16 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    8501
    Nos siga no

    O GAO, responsável por auditorias, avaliações e investigações do Congresso dos EUA, preparou relatório sobre as capacidades militares de Washington, Moscou e Pequim em operações de espectro eletromagnético, admitindo aumento de forças nesta esfera pela Rússia e China.

    O Escritório de Contabilidade do Governo (GAO, na sigla em inglês) dos EUA reconhece a perda da superioridade de seus militares na realização de operações no espectro eletromagnético, segundo informou o canal RT, citando fontes do relatório do escritório norte-americano.

    "Não somos a única potência global que entende a importância da superioridade no espectro eletromagnético. As eventuais adversárias, inclusive Rússia e China, avançaram significativamente em aperfeiçoamento de suas capacidades nesta esfera", afirmou o diretor das Capacidades e Gestão de Defesa do GAO dos EUA, Joseph Kirschbaum.

    Apesar dos esforços, os EUA não podem mais ter certeza de sua superioridade no espectro eletromagnético, de acordo com Kirschbaum.

    As forças russas, em se tratando do espectro eletromagnético, mostraram eficácia "no uso verdadeiro destes meios contra os EUA e outros país", conforme o relatório. No entanto, não foi especificado de que casos se tratava.

    "Os sistemas eletromagnéticos russos se diferem por sua alta mobilidade, o que dificulta a resistência a eles", disse Kirschbaum.

    Além disso, especialistas norte-americanos consideram que a operação militar na Síria deixou a Rússia obter experiência relevante e desenvolver o potencial na luta com os meios espaciais.

    Os Estados Unidos acreditam que Moscou e Pequim são capazes de impactar o trabalho de sistemas de navegação e comunicação em navios que os norte-americanos usam para deslocar equipamento e pessoal, enquanto suas embarcações não possuem capacidades suficientes de defesa no espectro eletromagnético.

    O Pentágono não conseguiu realizar completamente nem uma das estratégias anteriores no espectro eletromagnético, segundo relatório. Os analistas dos EUA consideram que a nova estratégia, adotada no ano passado, também não terá sucesso.

    Mais:

    Washington e aliados deverão enfrentar 'juntos' a Rússia e China, diz secretário de Estado dos EUA
    Submarino estratégico russo surge em cartaz de alistamento para Marinha dos EUA (FOTO)
    Entregas de petróleo e derivados russos aos EUA batem recorde, segundo agência norte-americana
    EUA planejam exercícios secretos para reagir a 'ações agressivas' da China e Rússia, diz mídia
    Tags:
    militares, superioridade, espectro eletromagnético, China, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar