16:22 01 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    20725
    Nos siga no

    EUA temem que seus caças "furtivos" sejam visíveis para os sistemas de defesa antiaérea S-400, uma suspeita que pode estar por trás dos esforços de Washington para dissuadir seus aliados de comprar sistemas russos, escreve The National Interest.

    A edição indica que seus caças F-22 e F-35, bem como bombardeiros B-2 Spirit, dependem de sua velocidade e capacidade de entrar e sair rapidamente de zonas de radar de defesa antiaérea.

    No entanto, os sistemas S-400 têm se tornado cada vez mais avançados, uma vez que são capazes de transferir seus dados de radar em tempo real.

    Segundo avança a revista, esta característica pode permitir que os S-400 anulem a vantagem dos aviões militares dos EUA proporcionando ao armamento russo a capacidade de rastrear eficazmente e abater caças americanos.

    Caça F-35 em apresentação no Reino Unido
    © AP Photo / Lefteris Pitarakis
    Caça F-35 em apresentação no Reino Unido

    O portal sugere ainda que esta particularidade dos S-400, revelada pela Rússia, pode estar por trás dos recentes esforços do Pentágono para convencer a Índia a abandonar seus planos de adquirir os sistemas russos.

    Tanto o governo anterior de Trump como o atual de Joe Biden têm ameaçado a Índia com imposição de sanções se o acordo de compra dos S-400 russos se concretizar.

    Subramanian Swamy, legislador sênior do Partido Bharatiya Janata (BJP), que é o partido político governante da Índia, advertiu que os EUA "expulsariam" o país do Quad, grupo constituído por EUA, Austrália, Índia e Japão, se o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, prosseguisse com a compra dos sistemas de defesa antiaérea S-400.

    Isto também explica por que Washington introduziu sanções contra a Turquia – seu aliado da OTAN – após Ancara se recusar a rejeitar os sistemas S-400 que havia comparado.

    Mais:

    EUA se preparam para 'guerra no Ártico' após enviarem vários bombardeiros para a região, diz portal
    EUA e Reino Unido estariam modernizando defesa antiaérea por causa das últimas armas da Rússia
    'Washington se porta de maneira agressiva no mercado internacional de armas', diz analista militar
    Tags:
    Índia, Turquia, Rússia, EUA, F-22, F-35, S-400, sistema de defesa antiaérea
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar