03:03 15 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    238
    Nos siga no

    Um documento obtido pelo canal RT e uma declaração de alto responsável britânico sinalizam para um aumento de investimento em defesa antiaérea por Washington e Londres, respectivamente.

    Os EUA pretendem atualizar seu software de defesa antiaérea devido ao surgimento de armas hipersônicas na Rússia, relatou na segunda-feira (22) o canal RT, referindo um documento da Agência de Defesa Antimíssil (MDA, na sigla em inglês) dos EUA.

    Washington estaria modernizando o Sistema de Comando, Controle, Controle de Combate e Comunicações (C2BMC, na sigla em inglês), um elemento chave da defesa antimíssil, ao fortalecer a proteção contra mísseis balísticos.

    Ao mesmo tempo, os militares norte-americanos concordam que o processo deve ser acelerado.

    "Nos últimos anos, o adversário [Rússia] vem desenvolvendo rapidamente novos meios de destruição sofisticados e promissores, incluindo unidades de combate de planadores hipersônicos, bem como mísseis de cruzeiro supersônicos, subsônicos e hipersônicos altamente manobráveis", diz o documento citado.

    É planejado que a futura arquitetura do C2BMC acomode novos elementos de defesa antiaérea à medida que eles se tornem disponíveis e proporcionem interoperabilidade com as forças de aliados norte-americanos.

    O sistema C2BMC permite uma resposta abrangente a armas de destruição em todas as fases do voo, ligando os radares Patriot, THAAD, Aegis, AN/TPY-2, o Sistema de Alerta Antecipado de Lançamento de Mísseis Balísticos (SBIRS, na sigla em inglês) e outros.

    Preocupação britânica

    O Reino Unido está tentando expandir seu arsenal nuclear por causa do avanço da defesa antiaérea da Rússia, anunciou também Ben Wallace, secretário de Defesa do país, em entrevista à emissora BBC no domingo (21), referenciando uma estratégia externa e de defesa para os próximos 30 anos apresentada por Londres na terça-feira (16).

    "Nos últimos anos, temos visto a Rússia investir na defesa de mísseis balísticos. Eles têm planejado e implantado novas capacidades [de defesa antiaérea]", disse.

    A estratégia faria com que o Reino Unido passasse a possuir 260 ogivas nucleares, que, no entanto, Wallace assegurou ser a menor quantidade entre as potências nucleares.

    Mais:

    'Ameaça direta à Rússia': EUA planejam inaugurar no Alasca radar para rastrear mísseis balísticos
    Força Aérea dos EUA aprova uso de míssil israelense de longo alcance em helicópteros Apache (FOTO)
    Defesa antiaérea na Crimeia pode rastrear e suprimir voos de bombardeiros B-52 dos EUA, diz general
    Tags:
    BBC, Ben Wallace, Aegis, THAAD, Patriot, MDA, RT, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar