09:08 18 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    262
    Nos siga no

    O novo caça será desenvolvido por sete empresas, entre elas a japonesa Mitsubishi Heavy Industries e a norte-americana Lockheed Martin.

    De acordo com a emissora NHK, a Mitsubishi Heavy Industries, que é a contratante do projeto, selecionou um grupo de 500 especialistas para o desenvolvimento de um caça, que contará com participação de sete empresas.

    A equipe tem como objetivo construir um protótipo do novo caça antes de 2027 e iniciar sua produção em série a partir de 2031, uma vez terminada a construção de diversos protótipos de testes de voo.

    Em novembro de 2020, o Ministério da Defesa do Japão nomeou a Mitsubishi Heavy Industries como a contratante principal de seu programa de caças de última geração F-X e anunciou um acordo bilionário com a empresa para projetar e construir a nova aeronave.

    Está previsto que o novo caça seja um bimotor e tenha elementos furtivos. Espera-se que estas aeronaves substituam a frota de 90 caças F-2, desenvolvidos em colaboração com a Lockheed Martin na década de 1990, publicou a emissora.

    A Lockheed Martin será a subcontratante que colaborará com a Mitsubishi Heavy Industries nas questões aeronáuticas, como tecnologia furtiva, uma das principais áreas de cooperação.

    Além disso, o Japão planeja desenvolver novas tecnologias no campo de materiais aeronáuticos, incluindo os que absorvem as ondas de radares inimigos, o desenvolvimento de radares de varredura eletrônica ativa (AESA, na sigla em inglês) e motores turborreatores com pós-combustão.

    Mais:

    Caça F-15 dos EUA perde peça durante exercício no Japão
    Japão aciona caças para acompanhar bombardeiros russos Tu-95MS sobre Pacífico (VÍDEO)
    Japão planeja posicionar caças F-35A em diversas bases aéreas
    Tags:
    Japão, avião de ataque, avião de combate, avião de assalto, desenvolvimento, desenvolvimento de armas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar