18:40 16 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    534
    Nos siga no

    Departamento de Defesa dos EUA está ponderando reduzir sua força de porta-aviões no âmbito da revisão do orçamento para ano fiscal de 2022, aponta portal USNI News.

    Esta opção está sendo considerada para atender ao limite superior do orçamento de defesa definido pela administração Biden.

    O Gabinete do Secretário de Defesa está cogitando como poderia gastar menos com porta-aviões, informaram duas fontes familiarizadas com o assunto.

    A administração Trump pretendia gastar US$ 722 bilhões (R$ 4,054 trilhões) no orçamento do ano fiscal de 2022 e, de acordo com o portal, chegou a propor aposentar porta-aviões USS Harry S. Truman.

    Porta-aviões USS Nimitz Harry S. Truman
    © AP Photo / Fabrizio Bensch/Pool
    Porta-aviões USS Nimitz Harry S. Truman

    O limite orçamentário ainda não foi anunciado oficialmente, no entanto, segundo Bloomberg e Politico, o orçamento deve oscilar entre US$ 704 bilhões (R$ 3,953 bilhões) e US$ 708 bilhões (3,975 bilhões). O próximo ano fiscal iniciará em 1º de outubro deste ano.

    A sugestão feita pela administração Trump para descomissionar o navio USS Harry S. Truman também está sendo considerada junto com todo o orçamento relacionado à construção naval.

    Em 2019, o gabinete de Donald Trump sugeriu aposentar porta-aviões USS Harry S. Truman, mas depois voltou atrás na proposta, após o então vice-presidente Mike Pence dizer que o navio "vai espalhar inferno por muito mais anos".

    Mais:

    Teste de avião de vigilância chinês sugere projeto avançado de porta-aviões, diz mídia
    Militares dos EUA pedem US$ 27 bilhões ao Congresso em armamentos para conter avanço da China
    'Impossível de enganar': Rússia está concluindo sistema de satélites de reconhecimento marítimo
    Tags:
    Marinha dos EUA, Donald Trump, Joe Biden, orçamento militar, EUA, Porta-aviões Harry S. Truman
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar