01:09 19 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    3161
    Nos siga no

    A revista norte-americana Popular Mechanics nomeou os aviões mais inovadores que subiram aos céus nas últimas quatro décadas, na opinião de autores do artigo. A lista inclui três aeronaves desenvolvidas na Rússia.

    "De caças furtivos a jatos sofisticados de passageiros, as últimas quatro décadas trouxeram grandes saltos na tecnologia da aviação. Pouco convencionais, não tripuladas, ou simplesmente imparáveis, estas são as máquinas voadoras mais fascinantes dos últimos 40 anos", escreve o autor do artigo.

    Em particular, o An-225 Mriya foi nomeado o melhor avião do ano 1988. Esta aeronave soviética, inicialmente construída para carregar veículos espaciais, passou a ser o maior avião do mundo. Até hoje, nota a edição, ele continua transportando até 250 toneladas de carga por voo, tendo recentemente transportado suprimentos médicos contra a COVID-19 da China para a Europa.

    O An-225 Mriya, o maior avião de transporte do mundo, foi construído na Ucrânia durante os tempos soviéticos
    © REUTERS / Valentin Ogirenko
    O An-225 Mriya, o maior avião de transporte do mundo, foi construído na Ucrânia durante os tempos soviéticos

    O melhor avião de 1998 foi o Be-200 Altair. Destinado, entre outras funções, para apagar fogos, esta aeronave russa é capaz de despejar 12 toneladas de água sobre um local em chamas e, em seguida, pousar em um lago ou no mar para abastecer em apenas 14 segundos.

    Avião anfíbio multipropósito russo Beriev Be-200
    © Sputnik / Vitaly Ankov
    Avião anfíbio multipropósito russo Beriev Be-200

    O avião mais inovador do ano 2000, segundo a revista, foi o Projeto Mikoyan 1.44, considerado pelo autor o melhor avanço aeronáutico do ano. O veículo foi o protótipo do caça de quinta geração. No entanto, devido a algumas insuficiências técnicas, a Rússia decidiu terminar os trabalhos neste projeto.

    Avião russo do Projeto Mikoyan 1.44
    Avião russo do Projeto Mikoyan 1.44

    Ainda assim, em agosto de 2019, um exemplar do protótipo experimental do MiG-1.44 foi visto no estacionamento de demonstração durante o Salão Aeroespacial Internacional MAKS em Zhukovsky, na Rússia.

    Entre outros nomeados na lista, também se destaca o Grumman X-29 por suas distintas asas de enflechamento negativo, que tornam este aparelho instantaneamente reconhecível. No entanto, este modelo era "alarmantemente" instável no ar, escreve a revista.

    Avião Grumman X-29 com distintas asas de enflechamento negativo
    Avião Grumman X-29 com distintas asas de enflechamento negativo

    O autor do artigo nota também o avião Boeing VC-25 como mais fascinante do ano 1987. A revista relembra que ele serve de transporte ao presidente norte-americano, sendo equipado com escritório e sala de conferências. Além disso, quando o presidente está a bordo de qualquer dos aviões deste projeto, seu sinal de chamada de rádio se torna Air Force One (Força Aérea Um, na tradução).

    Avião Boeing VC-25
    © Foto / Stacey Barkey
    Avião Boeing VC-25

    Finalmente, segundo a opinião da revista, o ano 2020 foi marcado pelo novíssimo e avançado jato de treinamento supersônico AIDC T-5 Brave Eagle, desenvolvido por Taiwan. O novo avião é equipado para carregar mísseis e bombas.

    AIDC T-5 Brave Eagle, jato de treinamento supersônico desenvolvido por Taiwan
    © CC BY 2.0 / Mori / Serviço de Presidente
    AIDC T-5 Brave Eagle, jato de treinamento supersônico desenvolvido por Taiwan

    Mais:

    Bombardeiro russo Tu-22M3 conduz lançamento de mísseis de cruzeiro 'assassinos de porta-aviões'
    Su-27 da Rússia interceptam aviões franceses sobre o mar Negro perto da fronteira do país (VÍDEO)
    Desenvolvedor conta como serão utilizados aviões russos do sistema de monitoramento Céus Abertos
    Tags:
    mídia, Be-200, MiG, Rússia, avião
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar