11:47 13 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    351
    Nos siga no

    A Turquia continua fabricando componentes para os novíssimos caças F-35, apesar de ter sido expulsa do projeto pelos EUA pela compra dos sistemas de defesa antiaérea russos S-400, contou à Sputnik o ministro da Indústria e Tecnologia turco, Mustafa Varank.

    "No momento, nós fomos excluídos do projeto F-35. As peças mais importantes do projeto F-35 agora são produzidas pela Turquia, certas peças são fabricadas exclusivamente por ela. Isto é, se essas peças não forem produzidas na Turquia, a fabricação desses aviões será em princípio impossível", explicou o ministro.

    Ele também adicionou que a Turquia não viola nenhuns de seus compromissos, assim, o país continua a fabricação desses componentes.

    De acordo com suas palavras, o Estado turco está aguardando a correção da injustiça que foi feita em relação à Turquia no âmbito do projeto F-35, portanto, os fabricantes não pararam o trabalho por causa da exclusão.

    "Na questão de indústria militar, para nós é categoricamente inaceitável uma situação de dependência externa. Nós somos firmes quanto a nosso objetivo de virar um país 100% autossuficiente. Nós conseguimos aumentar a porcentagem de fabricação nacional de 20% para 70%", detalhou o ministro turco.

    No momento, em muitos projetos acontecem situações em que a Turquia enfrenta o problema do embargo, tanto escondido como visível, no entanto, o país não deseja viver em condições de crise. Por isso mesmo, a Turquia determinou a meta de se tornar um país autossuficiente, "desenvolvendo as tecnologias de maior qualidade do mundo e vendendo-as", adicionou o ministro.

    As entregas dos mais novos sistemas de defesa antiaérea russos S-400, que provocaram a crise nas relações entre os EUA e a Turquia, começaram em meados de julho de 2019. Washington exigia a anulação do acordo e, ao invés disso, a compra de sistemas norte-americanos Patriot, ameaçando adiar ou mesmo cancelar a venda de caças F-35 para a Turquia, bem como impor sanções. Ancara, por sua vez, negou fazer concessões e continuou as negociações sobre um lote adicional de S-400 russos.

    Mais:

    Turquia condena 5 réus à prisão perpétua por assassinato de diplomata russo
    Turquia recebe 2º avião de guerra antissubmarino (VÍDEO)
    'Se atender às necessidades, Turquia adquirirá': Ancara não descarta compra de Su-57 e Su-35 russos
    Tags:
    ministro, EUA, Turquia, F-35
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar