23:17 18 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    5302
    Nos siga no

    Veículos subaquáticos não tripulados de propulsão nuclear Poseidon são os torpedos mais mortíferos do mundo, aponta semanário Zvezda.

    O jornal denomina a arma russa de "terror das profundezas", cuja vantagem principal é sua "invulnerabilidade de quase 100% contra as contramedidas dos adversários".

    As capacidades únicas do aparelho permitirão à Marinha da Rússia combater os grupos de porta-aviões e de navios de ataque do potencial adversário em qualquer área no teatro de guerra oceânico e atacar infraestruturas costeiras com alcance intercontinental, sublinham os especialistas do Ministério da Defesa.

    A publicação descreve a possível aplicação no futuro dos drones de propulsão nuclear Poseidon. Evidentemente, é impossível encontrar as reais características técnicas do aparelho em fontes abertas disponíveis.

    "Mas há informação de que este torpedo gigante pode ser armado com uma carga nuclear suficiente para criar um tsunami artificial de até 400-500 metros no caso de uma explosão perto da costa. No caso de uma linha costeira constituída por uma planície próxima do nível do mar, isso significa que a onda poderá penetrar milhares de quilômetros para o interior do continente", avança jornal.

    Em meados de janeiro foi divulgado que em junho de 2022 a Rússia terminará a construção de uma base para drones nucleares Poseidon. Graças a essa infraestrutura será possível estender o tempo de serviço destes equipamentos, apontam especialistas.

    Submarino russo Belgorod, lançado à água em 23 de abril de 2019 ano
    © Sputnik / Pavel Lvov
    Submarino russo Belgorod, lançado à água em 23 de abril de 2019 ano

    Informa-se ainda que o primeiro navio armado com drones Poseidon será o submarino experimental multifuncional de propulsão nuclear K-329 Belgorod (projeto 09852).

    O drone nuclear Poseidon, de 24 metros de comprimento, consegue atingir uma altíssima velocidade, inalcançável para submarinos, submergir à profundidade de um quilômetro e calcular de forma autônoma a melhor trajetória para chegar ao destino.

    Mais:

    Caças russos Su-35 interceptam Boeing P-8A Poseidon norte-americano no Mediterrâneo (FOTOS, VÍDEOS)
    Marinha Real britânica vai permanecer no Ártico para deter influência crescente da Rússia, diz mídia
    Marinha dos EUA está desenvolvendo minas para 'deter' drones nucleares russos Poseidon, diz mídia
    Tags:
    tecnologia militar, Marinha da Rússia, tsunami, ogiva nuclear, arma nuclear, drone submarino
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar