17:05 14 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    1230
    Nos siga no

    Um caça pesado russo MiG-31BM simulou a interceptação de um avião "inimigo" que tentava violar o espaço aéreo da Rússia, durante treinamento no Ártico, informou o serviço de imprensa da Frota do Pacífico.

    "As tripulações de caças MiG-31BM da aviação naval da Frota do Pacífico que efetuam o patrulhamento aéreo [no distrito autônomo de] Chukotka, realizaram treinamentos de interceptação de um avião acima do Círculo Polar Ártico, após violação do espaço aéreo na fronteira da Federação da Rússia", relatou o serviço de imprensa.

    No treinamento, um caça MiG-31BM da aviação naval da Frota do Pacífico desempenhou o papel de avião intruso. "Sua tripulação foi encarregada de penetrar no espaço aéreo russo a uma velocidade supersônica, a uma altitude de cerca de 20 quilômetros, para passar os limites estabelecidos e, em caso de detecção, para escapar da perseguição", detalhou o serviço de imprensa.

    A fim de interceptar o alvo, outro caça MiG-31BM foi mobilizado a partir do aeródromo de Anadyr e, com ajuda de radares terrestres, detectou o "intruso". Após determinarem o alvo, os pilotos efetuaram lançamentos eletrônicos de mísseis ar-ar de longo alcance.

    Desde 1º de dezembro de 2020, para fortalecer o agrupamento da aviação na zona ártica, as tripulações de caças MiG-31BM da aviação naval da Frota do Pacífico efetuam a vigilância de defesa aérea no aeródromo de Anadyr.

    O caça interceptador de longo alcance MiG-31BM atinge a velocidade máxima de 3.000 quilômetros por hora, em altitudes até 30 quilômetros. O armamento do caça é capaz de interceptar mísseis de cruzeiro.

    Mais:

    Caças russos MiG-31 e Su-35 interceptam bombardeiros dos EUA no mar de Bering (VÍDEO)
    VÍDEO mostra caça russo MiG-31 em combate aéreo na estratosfera
    MiG-31 russo intercepta aeronave da OTAN no mar de Barents
    Tags:
    interceptadores, interceptação, Rússia, MiG-31, MiG
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar