00:10 28 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    4292
    Nos siga no

    O Exército russo recebeu na terça-feira (2) um novo lote dos tanques T-90M Proryv, a versão mais avançada da família T-90 e mais adaptada para operar em condições de combate modernas.

    O jornalista Mark Episkopos, da revista norte-americana The National Interest, escreveu uma resenha elogiosa da nova atualização dos tanques da família T-90. "Resumindo, o T-90M é notavelmente mais rápido, mortal e com maior capacidade de sobrevivência do que seus predecessores", lê-se no artigo publicado na terça-feira (2).

    Episkopos destaca que a principal diferença entre esse tanque e os modelos anteriores é o novo módulo de torre com blindagem multicamadas e um canhão 2A82-1M de 125 milímetros, que a utilização de novas munições de grande potência, bem como mísseis que podem atingir alvos inimigos a uma distância de mais de cinco quilômetros.

    "A torre foi significativamente atualizada, oferecendo o novo sistema de controle de fogo 'Kalina' com um conjunto de mira integrado. Ele também traz o novo 2A46M-5, a mais recente iteração da linha 2A46 da era soviética de canhões de cano liso de 125 milímetros. Um armamento principal versátil, ele pode disparar vários tipos diferentes de munições", escreve o especialista.

    Episkopos também exalta que novo motor do tanque, que "teve um notável aumento de desempenho", uma vez que o V-84MS de 840 cavalos foi substituído por um V-92S2F de 1.130 cavalos, "com uma relação peso/potência mais favorável".

    Tripulante de tanque T-90M Proryv durante o ensaio da Parada da Vitória em Moscou
    © Sputnik / Vladimir Sergeev
    Tripulante de tanque T-90M Proryv durante o ensaio da Parada da Vitória em Moscou

    O jornalista sublinha ainda que o T-90M tem uma nova armadura, o sistema de proteção dinâmica Relikt ERA, "mais recente e mais capaz", que "oferece até 50% de [mais] proteção contra certos tipos de projéteis".

    Episkopos recorda que o T-90M está sendo produzido para uso doméstico, mas que a família T-90 gerou várias versões de exportação, incluindo o econômico T-90S e o mais avançado T-90MS. "O primeiro se tornou um sucesso de exportação para o terceiro mundo em desenvolvimento, enquanto o último foi comprado pela Índia e está prestes a ser adotado em grande número pelo Egito e o Kuwait", escreve o jornalista especializado.

    Episkopos finaliza o artigo afirmando que a modernização do T-90 tem como pano de fundo um projeto ainda mais ambicioso: o T-14 Armata, o primeiro tanque do mundo a implementar o conceito de "guerra centrada em rede" e foi projetado para ser usado principalmente como veículo de reconhecimento, designação e correção de tiro de sistemas de artilharia autopropulsada, de mísseis antiaéreos e de tanques T-90 de sua subunidade tática.

    Mais:

    Entregas em série ao Exército russo do novo tanque T-14 Armata começarão em 2022
    Tanque anfíbio russo Sprut-SDM1 é apresentado durante IDEX 2021
    Revista norte-americana ressalta poder de combate do tanque russo T-72B3
    Alemanha firma acordo com Israel para adquirir sistema de proteção para tanques Leopard
    Tags:
    tanque, armas russas, tecnologia militar, veículos blindados
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar