14:53 21 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    0 75
    Nos siga no

    Muita coisa mudou desde os tempos da Guerra Fria, inclusive as prioridades dos países-membros da OTAN que produzem sistemas de armamento por se sentirem ameaçados.

    Pelo visto, os tanques de batalha chineses Type 99 se tornaram os principais alvos do moderno sistema de mísseis antitanque guiado dos EUA (ATGM, na sigla em inglês).

    Uma imagem, compartilhada no Twitter, sugere que a principal empresa fornecedora de armas do Pentágono, a Lockheed Martin, e o consórcio Raytheon – uma das maiores companhias de defesa do mundo – começaram por alguma razão usar a imagem do principal tanque chinês como o "alvo número um" para seus sistemas antitanque Javelin.

    ​Míssil antitanque Javelin é o assassino de tanque chinês Type 99.

    A imagem mostra o novo emblema de Javelin na torre de um veículo de combate. Além disso, dá para ver um tanque de batalha chinês Type 99. Estes sistemas antitanque têm sido desenvolvidos e produzidos para o Exército e o Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA.

    Type 99 é um tanque de batalha de terceira geração fabricado para o Exército de Libertação Popular (ELP) pela Corporação das Indústrias do Norte da China (NORINCO, na sigla em inglês), escreve Defense-blog. 

    Anteriormente, veio à tona que o Exército norte-americano e Raytheon estão desenvolvendo míssil de precisão de 155 mm, que deve permitir destruir comboios de veículos blindados a uma distância de até 30 km.

    Mais:

    Tanque T-90A sobrevive a impacto de míssil antitanque na Síria (VÍDEO)
    Síria apreende estoque de armas dos terroristas incluindo vários mísseis antitanque dos EUA (FOTOS)
    Pentágono gastará US$ 300 milhões em exportação de mísseis Javelin a aliados
    Tags:
    China, EUA, Exército Popular de Libertação (ELP), Javelin, sistema antitanque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar