01:30 09 Março 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    4551
    Nos siga no

    Bombardeiro de longo alcance Tu-22M3 realizou teste de lançamento de novos mísseis de cruzeiro Kh-32, informou à Sputnik uma fonte no complexo militar industrial.

    O míssil de lançamento aéreo Kh-32 entrou em serviço em 2016. Por sua vez, os bombardeiros modernizados Tu-22M3M deverão ser os principais meios portadores desta arma. Dois protótipos destes aviões estão atualmente passando por testes de voo.

    "Tu-22M3 reequipado conduziu vários lançamentos de mísseis de cruzeiro Kh-32, que serão a principal arma de ataque do bombardeiro modernizado Tu-22M3M. Os disparos ocorreram no âmbito de testes periódicos no campo de ensaios militares. As características de desempenho declaradas do míssil foram confirmadas, a precisão do impacto foi no centro do alvo", disse interlocutor.

    Fonte explicou que "Kh-32 foi projetado para atacar em primeiro lugar alvos [navais] de superfície e é denominado de assassino de porta-aviões, uma vez que os atuais sistemas de defesa antiaérea dos grupos de porta-aviões têm baixas probabilidades de interceptar este tipo de alvos", acrescentado que o míssil é capaz de destruir com alto grau de eficácia alvos terrestres, incluindo estações de radar.

    Bombardeiro russo Tu-22M3 com bombas de queda livre FAB-3000
    Bombardeiro russo Tu-22M3 com bombas de queda livre FAB-3000
    O míssil Kh-32 alcança velocidade máxima quase hipersônica que, em altitudes acima de 30 quilômetros, chega a aproximadamente Mach 5, ou seja, cerca de cinco vezes superior à do som (6.125 km/h), seu alcance é de 1.000 quilômetros.

    Tu-22M3M é uma versão muito modernizada criada na base do Tu-22M3 – um bombardeiro supersônico de longo alcance projetado para destruir alvos terrestres e marítimos a partir de todo o tipo de altitudes.

    Em comparação com a versão antiga, 80% dos equipamentos eletrônicos de bordo do Tu-22M3M são novos, permitindo maior precisão de navegação e nível de automação, além de fornecer manutenção técnica e preparação pré-voo simplificadas.

    Mais:

    Inteligentes e mortais: principais armas da aviação militar da Rússia são reveladas
    Nova versão do caça F-15 da Boeing realiza 1º voo nos EUA (VÍDEO)
    Caças da Força Aeroespacial da Rússia são reabastecidos a 6 km do solo (VÍDEO)
    Tags:
    tecnologia militar, míssil de cruzeiro, Tu-22M3, mísseis supersônicos, bombardeiro estratégico
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar