17:16 13 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    0 42
    Nos siga no

    Devido às restrições causadas pela pandemia novo coronavírus, o exercício bienal, simulando um ataque de míssil balístico, está sendo realizado remotamente.

    As Forças de Defesa de Israel (FDI) e o Comando Europeu dos EUA (EUCOM, na sigla em inglês) começaram um exercício conjunto de defesa antiaérea esta semana, batizado de Juniper Falcon, focado na ameaça de ataque de mísseis balísticos, afirmaram dois militares ao jornal The Times of Israel nesta na quinta-feira (4).

    Após 20 anos de cooperação, deve ser a última vez que os dois países realizam o exercício bienal, uma vez que os EUA decidiram recentemente retirar Israel da área de responsabilidade do EUCOM para a estrutura do Comando Central dos EUA (CENTCOM, na sigla em inglês).

    "O exercício é projetado para aumentar a interoperabilidade entre as Forças Armadas de ambas as nações e garantir que as Forças dos EUA e de Israel estejam prontas e preparadas para responder a qualquer contingência, particularmente aquelas envolvendo defesa contra mísseis balísticos ou resposta a crises", lê-se no comunicado do EUCOM divulgado nesta quinta-feira (4).

    As FDI, por sua vez, explicam que o exercício "simula diferentes cenários em que Israel se encontra sob ameaça de ataque de mísseis balísticos e outras ameaças aéreas". Dessa forma, a atividade "destina-se a fortalecer a cooperação, coordenação e aprendizagem mútua […], para melhorar sua prontidão para defender conjuntamente contra várias ameaças e expandir e preservar a profunda cooperação estratégica entre os militares e os países".

    Forças de Defesa de Israel - FDI (imagem de arquivo)
    Forças de Defesa de Israel - FDI (imagem de arquivo)

    Devido à pandemia do novo coronavírus, o exercício será realizado em grande parte remotamente, com tropas das FDI em Israel e os norte-americanos na Alemanha e nos EUA.

    "Apesar dos desafios apresentados pela COVID-19, tanto os EUA quanto Israel estão focados em construir prontidão em apoio ao compromisso inflexível dos EUA em ajudar na defesa de Israel e estão colaborando virtualmente para atender aos objetivos mútuos de treinamento", diz o EUCOM.

    O exercício Juniper Falcon foi realizado pela primeira vez em Israel em 2001 e geralmente tem sido realizado a cada dois anos, tenho o último ocorrido em 2019. Sendo organizado pelo EUCOM, quando Israel for transferido para a área de responsabilidade do CENTCOM, que opera no Oriente Médio, as FDI poderão deixar de participar do programa.

    No entanto, não ficou claro quando a transição ocorrerá totalmente. Recentemente, um porta-voz do Pentágono disse ao The Times of Israel que o cronograma final estará sujeito à aprovação da nova administração e "nesse ínterim, esperamos cooperação contínua entre o EUCOM e as FDI".

    Mais:

    Os EUA nunca atacarão as instalações nucleares do Irã, diz ministro de Israel
    Com vacinas doadas por Israel, Palestina dá início à imunização contra a COVID-19
    Fábrica de azeite de oliva de 6.600 anos é descoberta em área submersa de Israel (FOTOS)
    Exército de Israel faz treinamentos em vilas palestinas pela 1ª vez em 7 anos e surpreende moradores
    Tags:
    exercícios aéreos, exercício militar, exercício militar, CENTCOM, EUCOM, EUA, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar