11:44 05 Março 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    71030
    Nos siga no

    Rússia está desenvolvendo novo caça da sexta geração MiG-41 que será ainda mais capaz que o caça Su-57, que entrou em serviço desde dezembro do ano passado, afirmou a revista Military Watch.

    Antes da entrada em serviço do caça Su-57, sua versão melhorada, o MiG-31, era considerado o "avião mais capaz da Força Aérea russa em termos da capacidade de combate ar-ar", segundo a mídia.

    O programa do MiG-41 tem sido mais secreto do que o do Su-57 e apenas poucos detalhes foram divulgados sobre o novo avião da sexta geração.

    "Segundo notícias, o novo avião será hipersônico, capaz de operar no espaço próximo e colocará uma ênfase maior na guerra espacial", revelou a revista.

    De acordo com os autores, isso representa parte de uma tendência crescente para maiores investimentos nas capacidades espaciais por parte das principais potências militares.

    O caça MiG-41 mostrará uma nova geração de armas ar-ar, cujos mísseis "seriam consideravelmente mais rápidos e teriam um alcance de cerca de 600 quilômetros", conforme relatou a mídia.

    "Se os novos mísseis ar-ar para o MiG-41 pudessem superar as velocidades Mach 14, como faz a última geração de mísseis terra-ar da Rússia, então, provavelmente, poderiam representar uma ameaça séria aos alvos hipersônicos."

    Espera-se que o caça MiG-41 use um radar poderoso, capaz de compartilhar informação com defesas aéreas terrestres para poder atingir aviões furtivos a longas distâncias de várias centenas de quilômetros, acrescentou a mídia.

    O caça polivalente MiG-31 com míssil hipersônico russo Kinzhal durante a parte aérea dos ensaios do desfile militar do Dia da Vitória em Moscou
    © Sputnik / Vladimir Sergeev
    O caça polivalente MiG-31 com míssil hipersônico russo Kinzhal durante a parte aérea dos ensaios do desfile militar do Dia da Vitória em Moscou
    Os autores acreditam que "o MiG-41 representará uma maior ameaça ao Bloco Ocidental" devido a suas possíveis funções estratégicas e sua capacidade de trazer uma contribuição importante para as capacidades russas em uma guerra espacial.

    Enquanto o caça Su-57 será produzido em grandes quantidades e exportado amplamente para vários continentes, o MiG-41 custará mais e será utilizado em quantidades menores, provavelmente, junto com variantes melhoradas do MiG-31, preveem os autores.

    Ao mesmo tempo, os autores observaram que o Su-57 promete ser um dos primeiros no mundo a integrar tecnologias de sexta geração. Algumas das próximas melhorias incluem a integração do motor Izdelie 30, as armas laser, inteligência artificial e um drone Okhotnik.

    Mais:

    Venezuela desmente rumores e mostra caças F-16 totalmente operacionais no país (VÍDEO)
    Caças da China e avião espião dos EUA entram em zona de identificação aérea de Taiwan, relata Taipé
    Força Aérea dos EUA revela FOTOS de caça F-15E usando novo míssil furtivo ar-terra
    Caça-bombardeiro russo Su-24 voa em baixa altitude perto de destróier dos EUA no mar Negro (VÍDEO)
    Avião KC-390 da FAB participa de exercício operacional nos EUA (VÍDEO)
    Tags:
    Defesa, avião, mísseis, drone, Rússia, caça
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar