05:53 01 Março 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    4112
    Nos siga no

    Nesta segunda-feira (25), dois aviões russos antissubmarino Tu-142 voaram no perigoso espaço aéreo do Alasca.

    O Comando de Defesa Aeroespacial da América do Norte (NORAD, na sigla em inglês) declarou ter identificado e rastreado dois aviões russos Tu-142 na Zona de Identificação de Defesa Aérea do Alasca.

    O NORAD também informou que as aeronaves foram avistadas durante a noite desta segunda-feira (25).

    ​Em torno das 19h00 [21h00 de Brasília] na região do NORAD no Alasca, foram positivamente identificados e rastreados dois aviões de patrulha marítima russos Tu-142 entrando na Zona de Identificação de Defesa Aérea do Alasca. As aeronaves permaneceram no espaço aéreo internacional e não entraram no espaço aéreo soberano dos EUA ou Canadá.

    "Os aviões permaneceram no espaço aéreo internacional", ressaltou o NORAD.

    O serviço de imprensa do Distrito Militar Oriental da Rússia informou que os aviões russos Tu-142 concluíram um plano de voo sobre os mares de Bering e de Chukotka, percorrendo uma distância de mais de oito mil quilômetros.

    "Dois aviões antissubmarino Tu-142M3 da aviação naval da Frota do Pacífico executaram um voo programado nas águas dos mares de Bering e de Chukotka. Os aviões estiveram no ar mais de 11 horas. Durante o voo, eles percorreram mais de oito mil quilômetros", afirmou o serviço de imprensa.

    Os voos foram realizados em estrita conformidade com os regulamentos de utilização do espaço aéreo internacional, informou.

    No decorrer da missão, os pilotos conduziram voos em condições adversas, treinaram em situações de ausência de pontos de orientação e de equipamentos de rádio no solo para navegação aérea. Durante o voo na zona mais próxima, as aeronaves foram acompanhadas por caças MiG-31BM da aviação naval da Frota do Pacífico.

    Os aparelhos Tu-142 são usados em missões de guerra antissubmarino e patrulhamento marítimo.

    Mais:

    Incomparável: The Drive avaliou novo motor do bombardeiro russo Tu-160M
    Caças russos MiG-31 e Su-35 interceptam bombardeiros dos EUA no mar de Bering (VÍDEO)
    Bombardeiro russo Tu-160M faz 1º voo com novos motores (FOTOS)
    Tags:
    Alasca, Rússia, antissubmarino, aviões de combate, aviões de guerra, aviões
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar