04:26 04 Março 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    11216
    Nos siga no

    Em uma revelação bombástica, a Força Aérea dos EUA declarou ter secretamente projetado, construído e conduzido uma missão de teste de um protótipo de um novo caça, algo que estava previsto apenas para a próxima década.

    "Já construímos e fizemos voar um demonstrador de voo em escala real, e quebramos os recordes ao fazer isso. Estamos prontos para seguir e construir a próxima geração de aeronaves de uma maneira que nunca aconteceu antes", afirmou ao portal Defence News Will Roper, chefe do Departamento de Aquisições da Força Aérea e Espacial dos EUA.

    De acordo com as informações, a Força Aérea gerenciou o desenvolvimento do novo caça em um período surpreendentemente rápido de aproximadamente um ano, produzindo primeiro uma versão virtual, para depois prosseguir com a construção e fazer voar um protótipo em tamanho real.

    Roper não informou quantos protótipos da aeronave já voaram, qual a empresa que os produziu e foi discreto ao comentar a aparência da nova aeronave.

    Fotografia de aeronave F-35A durante testes de lançamentos de bombas na Califórnia, EUA
    Fotografia de aeronave F-35A durante testes de lançamentos de bombas na Califórnia, EUA

    Contudo, sabe-se que o caça foi desenvolvido com avançadas tecnologias para construir e testar uma versão virtual, resultando na construção de um protótipo em escala real capaz de voar com sistemas a bordo.

    "Isso não é apenas algo que você pode aplicar em sistemas simples", afirmou, referindo-se ao avião de treinamento Boeing T-7 Red Hawk, a primeira aeronave da Força Aérea a ser construída com "engenharia digital, desenvolvimento de software e arquitetura aberta", adicionou Roper.

    "Estamos buscando os sistemas mais complexos que já foram construídos e verificando todas as possibilidades com esta tecnologia digital. De fato, não apenas verificamos, como demonstramos algo que é verdadeiramente mágico", declarou.

    A Força Aérea dos EUA está construindo o novo caça no quadro do programa de Domínio Aéreo de Próxima Geração (NGAD, na sigla em inglês), destinado a construir um caça para complementar ou, potencialmente, substituir os caças F-22 Raptor da Lockheed Martin.

    Ao todo foram construídos 186 aparelhos Raptor, sendo que 64 deles estão prontos para voo.

    Ele não especificou quando a Força Aérea iniciará a produção do caça de nova geração, mas admitiu que isso poderia acontecer "rapidamente", o que colocaria os programas F-35 e F-15EX em risco.

    Além disso, Roper referiu que o caça do programa NGAD "terá um copiloto assistido por IA, ou talvez até ARTUµ [sistema de inteligência artificial desenvolvido em algoritmos de jogo de xadrez]".

    Mais:

    Surge FOTO de ultrassecreto 'drone furtivo de alta altitude' da Força Aérea dos EUA
    Força Aérea dos EUA confirma voo de seu avião espião sobre Taiwan (FOTOS)
    Força Aérea dos EUA compra drones chineses e causa preocupações de segurança
    Tags:
    Força Aérea, EUA, avião militar, avião de assalto, avião de combate, avião de ataque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar