05:16 06 Março 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    2133
    Nos siga no

    Marinha dos EUA interrompeu o recebimento de navios de combate litorâneo da classe Freedom construídos pela empresa Lockheed Martin mencionando uma falha de projeto que pode potencialmente levar a consequências desastrosas.

    Na causa da suspensão está um defeito na engrenagem combinada da transmissão do navio, um mecanismo complexo de engrenagens que transfere a potência dos motores para o sistema de propulsão.

    Durante o último ano, a Marinha norte-americana relacionou as falhas de propulsão nos navios USS Detroit e USS Little Rock a um defeito de engenharia latente no sistema de rolamentos que conecta as turbinas de gás e os motores diesel do navio, que alimentam o eixo de transmissão principal para que o navio atinja a velocidade máxima de 40 nós.

    Após a determinação do defeito, a Marinha dos EUA notificou a Lockheed Martin de que o serviço não aceitaria mais a entrega de navios da classe Freedom até a empresa resolver o referido problema, informou um oficial da Marinha ao portal USNI.

    USS Detroit, navio de combate litorâneo da Marinha dos EUA, em Detroit, EUA, 14 de outubro de 2016
    © AP Photo / Carlos Osorio
    USS Detroit, navio da Marinha dos EUA

    O custo para corrigir o defeito em toda a classe de navios ainda não foi determinado, disse o capitão Danny Hernandez.

    Devido aos frequentes problemas técnicos, a Marinha norte-americana começou a usar o navio expedicionário de transporte rápido Burlington "para atuar como uma espécie de navio de apoio para que os navios realizassem reparos e manutenção conforme necessário" em meio a operações navais.

    Mais:

    Marinha dos EUA 'perde' míssil furtivo enquanto tenta demonstrar força à China, segundo mídia
    Marinha dos EUA solicita cerca de US$ 600 milhões para desenvolver frota de navios não tripulados
    Para que Washington precisa de novos reatores nucleares?
    Tags:
    Lockheed Martin, Marinha dos EUA, equipamento militar, defeito, navio de guerra
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar